Sunday, 23 de September de 2018

Sunday, 23 de September de 2018

CONCURSOS


Alerta

Aprovados no concurso do Banco do Brasil e não nomeados têm até amanhã para recorrer à justiça

06 May 2014

O prazo para os aprovados no concurso público do Banco do Brasil de 2012 recorrerem à justiça para garantir a nomeação no cargo público vai até amanhã, dia 07/05. De acordo com o Supremo Tribunal Federal (STF), os aprovados em concurso público, dentro da quantidade de vagas previstas, têm direito adquirido a posse.
 
Apesar do prazo de validade do concurso público já está expirando nem todos os aprovados foram convocados pelo Banco do Brasil, para garantir o direito adquirido é necessário que os aprovados recorram à justiça.
 
Em decisões anteriores a justiça já deu sentenças favoráveis aos aprovados por entender que há cargos vagos na instituição financeira, devido à contratação de terceirizados e a realização de um novo concurso público (com o certame anterior ainda em validade), e que por isso os aprovados têm direito a ser contratados.
 
Segundo o advogado Ciney Almeida Gomes, a nomeação no cargo público é um direito liquido e certo dos aprovados e, portanto, os interessados devem buscar a justiça até essa quarta-feira, dia 07 de maio, para garantir a o direito já previsto pelo STF.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

15

PARABÉNS!
PARABÉNS!

9

BOM
BOM

18

AMEI!
AMEI!

9

KKKK
KKKK

14

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

5

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

6

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Eleições 2018

Carlesse está entre os 6 governadores que podem ser reeleitos em 1º turno, aponta UOL

Além do chefe do Executivo do Tocantins, o portal cita como candidatos que “lideram com folga” as pesquisas Renan Filho (MDB), em Alagoas; Rui Costa (PT), na Bahia; Camilo Santana (PT), no Ceará; Flávio Dino (PCdoB), no Maranhão; e Wellington Dias (PT), no


  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira