Sunday, 18 de November de 2018

CONCURSOS


Panorama

Cautela dos consumidores faz endividamento e inadimplência recuarem

12 Jul 2018    22:42
Divulgação Cautela dos consumidores faz endividamento e inadimplência recuarem Cerca de 500 famílias participam mensalmente da pesquisa

Em junho, o número de consumidores palmenses que se declararam endividados ou inadimplentes apresentou queda de 1,4% e 0,8%, respectivamente, em comparação com maio. Este é o segundo mês consecutivo que a parcela de endividados cai em Palmas, revelando um comportamento mais retraído por parte dos consumidores.

Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência (PEIC), divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em parceria com a Fecomércio Tocantins, que registrou um total de 67,2% de endividados e 10,9% de inadimplentes em Palmas. A porcentagem de consumidores que não terão condições de quitar as dívidas atrasadas também recuou, de 0,2% (maio) para 0,1%.

Cerca de 500 famílias participam mensalmente da pesquisa, que aborda ainda informações sobre comprometimento da renda, tempo de pagamento das contas atrasadas e quantidade de meses comprometidos com dívidas. “Essas informações revelam o tipo de comportamento do consumidor frente ao orçamento mensal. O que percebemos na pesquisa de junho é que o palmense está cauteloso, evitando fazer novas contas, porém ainda possui boa parte da renda comprometida com parcelas longas”, explica a assessora econômica da Fecomércio, Fabiane Cappellesso.

As principais dívidas citadas continuam sendo o cartão de crédito (73%), carnês e financiamento de carros (24,1%), e de imóvel (14,1%). A pesquisa é realizada mensalmente e está disponível na íntegra no link: https://bit.ly/2KUCrIC.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

39

PARABÉNS!
PARABÉNS!

33

BOM
BOM

35

AMEI!
AMEI!

43

KKKK
KKKK

36

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

34

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

30

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

Economia Brasil EUA Tocantins China

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Saúde

Médicos formados no exterior tentam validar diploma no Brasil

No último dia 14, o governo de Cuba informou que deixará de fazer parte do programa Mais Médicos.

Tocantins

ATM diz que há enorme preocupação diante da saída dos médicos cubanos

De acordo com a Organização Panamericana da Saúde (OPAS), atualmente são 8.500 médicos cubanos atuando na Estratégia Saúde da Família e na Saúde Indígena no Brasil.




  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira