Monday, 06 de July de 2020

CONCURSOS


Nota de Repudio

DPE-TO emite Nota de Repúdio à fala discriminatória de vereadores à comunidade LGBTI

31 May 2019

A Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), por meio do seu Núcleo Aplicado de Defesa das Minorias e Ações Coletivas (Nuamac) de Palmas, emitiu Nota de Repúdio à afirmação dos vereadores Marilon Barbosa e Filipe Martins, em sessão na Câmara Municipal de Palmas, na última quarta-feira, 29, considerando de teor discriminatório ao alegar:

 

Eu não sou contra homossexual, mas eu sou contra os princípios, eu sou contra essa infâmia, como diz em Romanos, as infâmias praticadas, que fala sobre o homossexual.”

 

O Nuamac Palmas, compromissado  com a proteção dos direitos fundamentais da comunidade LGBTI, repudia qualquer ato político que venha a fomentar a intolerância e marginalização destes indivíduos e enfraquecer os direitos individuais e coletivos conquistados por quaisquer grupos vulneráveis.

 

Confira a nota completa:

 

A Defensoria Pública do Estado do Tocantins - DPE-TO, por meio do Núcleo Aplicado das Minorias e Ações Coletivas – Nuamac Palmas, vem a público repudiar, veementemente, a fala tanto do presidente da Câmara Municipal de Palmas, Marilon Barbosa, quanto do vereador Filipe Martins, durante sessão no último dia 29. Na oportunidade o Presidente afirmou: “Eu não sou contra homossexual, mas eu sou contra os princípios, eu sou contra essa infâmia, como diz em Romanos, as infâmias praticadas, que fala sobre o homossexual”.

 

Em que pese à liberdade de pensamentos e expressão, que rege as reuniões públicas da Câmara Municipal, isso não exime os seus integrantes ao decoro e o respeito da população, sem distinção de raça, sexo ou gênero.

 

Certo que determinados pensamentos e expressões devem ser banidas e ficar apenas no fórum íntimo para não causar melindres. A liberdade sexual se manifesta de várias formas e deve ser respeitado como fato natural, caso contrário parte da população não terá acesso à casa de leis municipais para aprovação de matérias de seu interesse. Já que o poder outorgado aos vereadores é para representar a população como um todo e não causar segregação.

A expressão de práticas infames cometidas pelos homossexuais é discriminatória, o que caracteriza aversão à realidade social e de liberdade de gêneros, ao mesmo tempo homofóbica no entendimento do STF.

 

Infelizmente, tais atos discriminatórios são reiterados, os quais já passaram do limite do tolerável. Além do mais, a questão sobre sexualidade e gênero é matéria de foro intimo das pessoas, as quais devem ser respeitadas, não podendo ser objeto de exemplos discriminatórios.  A Constituição Federal de 1988 trouxe consigo uma renovada tábua de valores que, visando assegurar e promover, a dignidade da pessoa humana.  Este princípio, fundamento do Estado Democrático brasileiro, consiste no direito de cada indivíduo ter uma existência digna, baseada na liberdade, na igualdade e na solidariedade, bem como na garantia dos direitos fundamentais, a fim de dar condições ao ser humano de buscar a felicidade, da forma que lhe convier.

 

Dentre as mais diversas expressões da liberdade, da personalidade e da individualidade humana está a liberdade sexual, isto é, o direito de, em sua vida privada, expressar sua sexualidade da forma que melhor lhe convier. Assim como ocorre com as outras liberdades, a dignidade da pessoa humana depende da livre expressão sexual, inclusive a livre orientação sexual. 

 

As minorias, vítimas ordinárias de ódio e intolerância, lutam incansavelmente pelo reconhecimento de sua liberdade de expressão e preservação de sua individualidade e privacidade.

 

Convicções religiosas ou crenças não podem fazer parte de políticas públicas, já que o objetivo fim de todo estado é garantir o bem estar social de todos.

Diante do ocorrido, o Nuamac Palmas, compromissado  com a proteção dos direitos fundamentais da comunidade LGBTI, repudiam qualquer ato político que venha a fomentar a intolerância e marginalização destes indivíduos e enfraquecer os direitos individuais e coletivos conquistados por quaisquer grupos vulneráveis. (Ascom).

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins registra 195 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 12.475 casos no total, destes, 7.712 pacientes estão recuperados, 4.543 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 220 pacientes foram a óbito.

Sanidade

Novo caso de mormo no Tocantins é confirmado em São Salvador

A constatação veio após a realização do exame complementar confirmatório western blotting


Taquaruçu

Circo de Família e o amor como resposta

O espetáculo “Circo de Família” será apresentado ao vivo a partir das 10h do dia 05 de julho. Os ingressos podem já podem ser adquiridos a partir do valor de R$ 5,00 na bilheteria online.


Prevenção

Campanha Nacional de vacinação contra Influenza é prorrogada até dia 24 de julho

Com o objetivo de alcançar a meta estabelecida a vacina já foi distribuída para os 139 municípios


Regulação

ATR implementa atendimento presencial por agendamento


Justiça

Produtividade na Justiça Federal no Tocantins ultrapassa a marca de 26 mil processos julgados durante período de trabalho remoto


Tocantins

Monumento Natural Canyons e Corredeiras do Rio Sono completa oito anos de criação


Infraestrutura

Entrega de máquinas fecha ações do Governo do Tocantins em infraestrutura rodoviária no primeiro semestre de 2020


Economia

Intenção de consumo das famílias de Palmas cai novamente em junho


Eleição CREA-TO

Engenheiro Jefferson segue na liderança para Presidente do CRE-TO



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira