Wednesday, 19 de September de 2018

Wednesday, 19 de September de 2018

CONCURSOS


Reeducandos vêem brotar a esperança no cultivo de hortaliças em unidades prisionais

16 Aug 2018    12:50

Ocupar o tempo e a mente, interagir com os demais reeducandos e servidores, aprender e desenvolver habilidades, capacitar para o trabalho e gerar renda. Esses são os objetivos dos projetos de produção de hortaliças desenvolvidos dentro das unidades prisionais e penitenciárias do Estado do Tocantins pela Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça (Seciju), por meio do Sistema Penitenciário Prisional (Sispen),junto com os internos.

 

Das 41 unidades prisionais, a prática da produção de hortaliças está presente em quase sua totalidade. Os projetos de produção de hortaliças proporcionam aprendizado e uma boa experiência sobre trabalho. Os reeducandos recebem capacitação sobre o manejo do solo, técnicas de cultivo, colheita e comercialização. A produção é feita no interior das unidades prisionais e as espécies são variadas, como: couve, alface, rúcula, pimenta, couve-flor, berinjela, jiló, pimentão, pepino, quiabo e tomate.

 

Em cada muda plantada, os internos veem brotar a esperança de um futuro melhor, digno e de retorno ao bom convívio social. Para a interna da Unidade Prisional Feminina de Talismã (UPF Talismã), Gleicy Rodrigues, é engrandecedor poder trabalhar e se alimentar bem e ainda melhorar a alimentação de crianças com o fruto do seu trabalho, já que parte da produção daquela unidade é doada para uma creche do município.

 

“É muito gratificante para nós estarmos aqui, interagindo e trabalhando ao ar livre, tendo contato com a terra e vendo o desenvolvimento das plantas. Com o fruto do nosso trabalho, estamos melhorando nossa alimentação. Temos comido bem e ainda estamos doando a alimentos para as escolas”, comemora.

 

O gerente de Reintegração Social, Trabalho e Renda do Preso e do Egresso da Seciju, Ricardo Araújo, fala sobre o projeto de hortaliças, o Plantando a Liberdade, que é mantido na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, em Araguaína, um dos maiores em desenvolvimento. “No Barra da Grota, os internos trabalham em 54 canteiros e vendem as hortaliças para a empresa que foi contratada para servir refeições dentro da unidade. São hortaliças fresquinhas saindo dos canteiros para os pratos dos reeducandos”, explica.

 

Já em Palmas, na Casa de Prisão Provisória, o projeto Plantando a Liberdade entrou em uma nova fase de expansão. O canteiro, que antes ocupava uma área de apenas 200 metros quadrados, agora tem dois mil metros quadrados. “A ideia do projeto é beneficiar cada vez mais outras dezenas de reeducandos”, ressaltou o gerente.

 

Além destas duas maiores unidades prisionais, outras de menor porte possuem hortas que são auto-sustentáveis, pois parte do dinheiro conseguido com a venda é destinada às suas manutenções, além do que faz parte do cardápio servido para os reeducandos. (Tom Lima e Shara Rezende/SECOM).


COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

11

PARABÉNS!
PARABÉNS!

10

BOM
BOM

12

AMEI!
AMEI!

10

KKKK
KKKK

10

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

7

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

7

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

reeducandos tocantins hortaliças

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:

Salários de até R$ 4
Petrobras S.A. oferece 208 vagas

Radioterapia

Estado começa instalação da máquina de radioterapia de Araguaína

Após a instalação, o Estado solicitará vistoria da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) para liberação do serviço.

Declaração Polêmica

Kátia Abreu comenta declaração polêmica de vice de Bolsonaro

“De onde saiu esse homem meu Deus do céu. Criei 3 filhos sozinha como milhares de mulheres de mulheres no Brasil”, indaga Kátia.



Trânsito

Número de vítimas fatais reduz em 20% comparado a 2015

Em Palmas, a proporção de veículo é de 0,62 para cada habitante.


Propagando Irregular

A Justiça Eleitoral suspendeu nesta terça-feira, 18, mais uma propaganda irregular do candidato Carlos Amastha (PSB). De novo, o ex-prefeito de Palmas “invadiu” o horário eleitoral

Esta é a quinta vez, nestas eleições, que a Justiça Eleitoral suspende propaganda irregular de Amastha, a segunda por “invasão” do tempo de TV destinado aos candidatos a deputado estadual de sua coligação.


Carlesse

Amastha tenta confundir população mostrando caso da gestão de Marcelo Miranda em seu programa

No programa eleitoral, Amastha utiliza o depoimento da mãe da criança, Fabiana Evangelista Ferreira, para jogar a culpa do ocorrido no recém-eleito Governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PHS), que na época do ocorrido era deputado estadual.


Campanha

No desespero, Amastha usa hospitais municipais para criticar Carlesse e tem propaganda suspensa pela Justiça


Irrigação

Carlesse fortalece projetos de irrigação São João e Manuel Alves com investimentos de mais de R$ 12 milhões


Educação

Bernadete é a segunda candidata ao governo do Tocantins a firmar compromisso com a educação


Jalapão

Carlesse garante que vai melhorar qualidade de vida no Jalapão com infraestrutura e fortalecimento da cultura e do turismo


Ponto de vista

O necessário tempo para as relações


Consumidor

Núcleo do Procon de Paraíso do Tocantins é aberto com estrutura moderna



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira