Wednesday, 17 de July de 2019

CONCURSOS


World Heart Federation

Tabaco é responsável por mais de uma a cada dez mortes causadas por doenças cardiovasculares

29 May 2018    11:49    alterado em 29/05 às 11:49

O Dia Mundial sem Tabaco em 31 de maio é uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde. Este ano, terá como foco o aumento da conscientização sobre a relação entre fumo e doenças cardiovasculares. O fumo está associado a cerca de 7 milhões de mortes em todo o mundo a cada ano, diretamente relacionadas ao consumo do tabaco e à exposição indireta a ele.
 
Fumar prejudica os vasos sanguíneos e aumenta a espessura do sangue. Eleva a frequência cardíaca e a pressão arterial e substitui o oxigênio, tornando-se um importante fator de risco no desenvolvimento de doença coronariana, acidente vascular cerebral e doença vascular periférica. Além disso, é a segunda causa mais prevalente de doenças cardiovasculares depois da hipertensão arterial. Tendo em vista que as doenças cardiovasculares constituem a principal causa de mortes no mundo, a World Heart Federation (WHF) acolhe essa iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Apesar de o público em geral estar familiarizado com o impacto do fumo na saúde, a OMS destaca o fato de ele raramente ser levado em consideração como uma das principais causas de doenças cardiovasculares. De acordo com o presidente da WHF, o professor David Wood, o consumo do tabaco constitui o principal risco evitável para a saúde cardiovascular. "Por isso, é um dever nosso ajudar os pacientes com doenças cardíacas a pararem de fumar", explica. "O mesmo vale para os pacientes com alto risco de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral. Fazendo isso, podemos ajudar todos os nossos pacientes a reduzirem os riscos. Porém, o mais importante é que precisamos elevar a conscientização e informar o público em geral sobre como o fumo afeta o coração e, fundamentalmente, sobre a importância de impedir que crianças e jovens comecem a fumar."

Quase 80% do número total de 1 bilhão de fumantes em todo o mundo vive em países de renda média e baixa, onde o ônus de doenças e mortes associadas ao fumo é muito maior. Com isso em mente, a WHF, por meio de sua política intitulada "Porque cada batimento cardíaco é importante", está promovendo uma pauta de maior acesso à assistência médica e também à prevenção, ao controle e ao gerenciamento de doenças cardiovasculares para todos, independentemente da situação ou da circunstância, com o objetivo de ampliar e melhorar a qualidade de vida.

"Acreditamos firmemente na necessidade de destacar continuamente os riscos do fumo à saúde dos nossos corações e da circulação", acrescenta o professor Wood. "Ao reunirmos profissionais da saúde, governos, instituições, o segmento e o público em geral em torno de uma causa em comum, podemos continuar educando sobre os perigos do fumo e de estilos de vida pouco saudáveis e promovendo a necessidade do acesso universal à assistência médica." Para auxiliar nessa educação, a WHF lançará em breve dois folhetos informativos sobre parar de fumar: um para o público em geral e outro para profissionais.

No dia 29 de setembro, a WHF comemorará o Dia Mundial do Coração com o objetivo de elevar a conscientização sobre a importância da boa saúde cardiovascular. Uma das suas mensagens principais trata dos benefícios imediatos e de longo prazo para a saúde quando se para de fumar:

•    Em apenas 20 minutos, a pressão arterial e a frequência cardíaca diminuem.
•    Doze horas depois de parar de fumar, os níveis de monóxido de carbono no sangue caem e retornam a valores normais.
•    Entre duas e 12 semanas, a circulação e a função pulmonar terão aumentado.
•    Ao longo dos primeiros nove meses, diminuem a tosse e a falta de ar.
•    Um ano depois de parar de fumar, o risco de contrair uma doença coronariana é aproximadamente metade do de um fumante.
•    Entre cinco e 15 anos após parar de fumar, o risco de sofrer um acidente vascular cerebral cai para o mesmo de um não fumante.
•    Quinze anos depois de parar de fumar, o risco de sofrer de uma doença coronariana equivale ao de um não fumante.

COMPARTILHE:


Confira também:


Siqueira no Senado

Governador Wanderlei Barbosa prestigia posse de Siqueira Campos no Senado

Durante discurso, Wanderlei Barbosa ressaltou a importância história de Siqueira Campos, como líder fundamental na criação do Tocantins.

TJTO

Juíza determina que o Estado e o município de Palmeirópolis forneçam, em 10 dias, remédio contra hanseníase a paciente

O descumprimento da sentença acarretará em multa diária de R$ 1mil (individualizada em R$ 500,00 para cada uma das partes requeridas - Estado e o Município) e limitada a R$ 30mil


Formação

Unitins traz Viviane Mosé para evento de qualificação de professores

Professora há mais de 30 anos, a palestrante é reconhecida nacionalmente pela atuação na área educacional


Luto

Morre a Auditora Fiscal Elizabeth Leda, aos 73 anos

Irmã da também Audiora Fiscal, Ana Maria Leda Barros e tia do vereador Rogério Freitas, Dra Beth no início da implantação do Estado do Tocantins exerceu o cargo de Coordenadora de Recursos Humanos do Estado


Norte do TO

Polícia Civil prende mais um suspeito de participar de homicídio de adolescente em Araguaína


Cidades criativas

Quatro cidades do Brasil concorrem a títulos na Unesco


Grupo Record

Portal R7 ganha novas cores em ação dia e noite da Benegrip


Tocantins

Grupos de Ajuda Mútua dão apoio a dependentes químicos e familiares durante e após recuperação


Reforma

Damaso vota por regra de transição diferenciada para professores e policiais


Influencer

Gabriel Farhat comanda direção artística de novo projeto musical



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira