Friday, 14 de December de 2018

CONCURSOS


Imbróglio

TCE suspende contração da Fundação Aroeira; concurso da PC está suspenso

08 Apr 2014

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou a suspensão cautelar do concurso público da Polícia Civil do Tocantins ao suspender a execução do contrato do Estado com a Fundação Aroeira. As informações são do site T1 Notícias.

A Secretaria da Administração (Secad) não pode dar prosseguimento ao ato, inclusive ao pagamento do contrato com a Fundação Aroeira, até o julgamento final do processo, sob pena de multa. O secretário Lucio Mascarenhas e o secretário de Segurança Pública (SSP), Eliu Jurubeba, foram intimados a comprovarem a suspensão do concurso no prazo de cinco dias e a prestarem esclarecimentos no prazo de 15 dias sobre a contratação da empresa.

Os secretários devem, em especial, comprovar a capacidade técnica da empresa contratada para realizar o concurso público, através de documentação que comprove a experiência em realizar concursos de grande complexidade e na área afeta ao certame da Polícia Civil do Tocantins. Também devem comprovar os critérios utilizados para estimar o custo e preço da contratação. A Fundação Aroeira também foi intimada, caso queira, ingressar nos autos.

A decisão é da relatora do processo em questão, Conselheira Doris de Miranda Coutinho e foi publicada no Boletim Oficial do TCE desta segunda-feira, 7. Trata-se do exame da documentação apresentada pela Administração Pública para dispensa de licitação para contratação da empresa responsável pelo concurso público.

A conselheira verificou, de acordo com os atos, que a Administração não apresentou documentos que mostram qual o parâmetro utilizado na fixação do valor inicial da taxa de inscrição, com relação a compatibilidade dos valores aos praticados no mercado. A conselheira destacou que "a taxa de inscrição não deve ser muito além do necessário para a consecução dos seus fins".

Doris de Miranda entendeu que não ficou demonstrado que a instituição detém "inquestionável reputação ético-profissional", uma das alegações usadas pelo Estado para justificar a dispensa de licitação. A conselheira também entendeu que os documentos não comprovam a notória especialização da Fundação Aroeira e nem que a instituição é vocacionada para a realização de concursos.

Para a Conselheira, "não basta, para a caracterização de dispensa de licitação" que a fundação seja uma instituição de ensino e pesquisa. "É preciso que seja inconteste a notória especialização na área de concursos públicos para cargos ligados a mesma área de conhecimento".

A relatora argumenta que mesmo com as dificuldades vividas pela Polícia Civil do Estado, acerca do pouco efetivo e sua repercussão negativa na sociedade, "não devo deixar que a continuidade da execução do contrato sem a comprovação da notória especialização da instituição contratada possa acarretar dúvidas sobre um certame de tamanha importância e complexidade".

Conforme a assessoria do TCE explicou, a decisão é monocrática e seguirá para apreciação do pleno na sessão desta quarta-feira, 9. No entanto, a assessoria explicou ainda que a suspensão cautelar determinada pela conselheira Doris já está em vigor e mesmo que o Estado ingresse com defesa, a execução do certame está suspensa até que haja uma decisão definitiva do processo ou uma decisão suspendendo a cautelar. (Fonte: T1 Notícias)

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

8

PARABÉNS!
PARABÉNS!

10

BOM
BOM

9

AMEI!
AMEI!

10

KKKK
KKKK

10

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

3

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

6

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Presidente ATM

Prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano é reeleito presidente da Associação Tocantinense de Municípios

Mariano comandará novamente entidade para o biênio 2019/2020

Focco

Presidente da Fendepol vem à Palmas em apoio aos Delegados do Tocantins

Rodolfo Laterza comparecerá ao Fórum Tocantinense de Combate à Corrupção em apoio à categoria


Serviço

Tocantins participa do Seminário Internacional sobre a Empregabilidade da Pessoa com Deficiência

O objetivo do seminário é compartilhar e debater as questões relativas às políticas públicas empreendidas pela comunidade internacional


Base Aérea

Governador Mauro Carlesse assina protocolo para instalar Base Aérea no Tocantins

O protocolo de compromisso terá a vigência de dois anos a partir de sua assinatura, podendo ser prorrogado por meio de um Termo Aditivo, desde que haja concordância das partes.


Fundos de Pensão

Avança projeto de Kátia Abreu que combate fraudes em fundos de pensão de servidores


Interior

População de Taguatinga é beneficiada com melhorias nos serviços de distribuição de água


Tapioca Cine

Produtora tocantinense ganha espaço no mercado internacional


Meio Ambiente

Justiça determina devolução de papagaio a moradora de Palmas, após multa e apreensão do Ibama


Educação

Educação e Unitins prorrogam prazo para professores se inscreverem em pós-graduação


AEM

Radares da BR-153 são fiscalizados pela Agência de Metrologia



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira