Friday, 23 de August de 2019

ECONOMIA


Mapa

"Anúncio de safra traz boas notícias para o agronegócio", diz Kátia Abreu

09 Jan 2015

A produção de grãos no Brasil, na safra 2014/2015, deverá ser de aproximadamente 202,18 milhões de toneladas. É o que revela o 4º levantamento de grãos divulgado nesta sexta-feira (09), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo o documento, o volume é 4,5% superior à safra passada, o que representa 8,75 milhões de toneladas a mais do que o registrado anteriormente. Segundo a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, o agronegócio não tem decepcionado. "São sempre boas notícias. O aumento da produtividade superou as expectativas", afirmou.

Kátia destacou ainda que os produtores podem comemorar, pois estão em situação confortável com o aumento na produtividade e lucratividade nas exportações. "O PIB Agro de 2015 tem grandes chances de ser melhor que o de 2014. O produtor tem crédito disponível. Nesses cinco meses de Plano Agrícola e Pecuário, já foram tomados R$ 70 bilhões do crédito rural disponível, 14% a mais se comparado ao Plano passado. Existe a possibilidade de aumento dos custos. Entretanto, acredito que isso ocorrerá somente para a safra 2015/2016, já que para esta safra já foi plantada e a venda antecipada. Mas certamente vamos agilizar ações estruturais em conjunto com as diversas entidades do governo federal para que essas questões sejam solucionadas da melhor maneira, sem prejudicar o agricultor. Afinal, a demanda por alimentação é grande e, por isso, creio que o governo não fará reduções no setor que traz mais resultados para o país", afirmou.

A soja continua como destaque entre as culturas, com incremento na produção na ordem de 11,4%, o que equivale a um acréscimo de 9,79 milhões de toneladas, chegando a uma produção de 95,9 milhões de toneladas. Apesar do atraso do início das chuvas, o que afetou o começo do plantio, a lavoura está apresentando bom desenvolvimento.

Entretanto, as questões climáticas influenciaram de maneira negativa a produção do trigo, afetando a qualidade e produtividade do grão. Com isso, a produção estimada no início da safra em 7,6 milhões de toneladas caiu para 5,9 milhões de toneladas.

Já a expectativa para o milho é de uma pequena queda de 1,1%, deixando a produção próxima da estabilidade. Enquanto na safra anterior foram colhidas 79,9 milhões de toneladas, para esta safra, espera-se que a produção chegue a 79 milhões de toneladas. De acordo com a ministra, é natural que haja uma redução na produtividade do milho. "Isso ocorreu devido ao aumento significativo na área plantada de soja, por conta do cenário mais vantajoso no mercado", comentou. A área desse grão avançou sobre as demais culturas (milho e feijão 1ª safra), apresentando destaque, com um crescimento de 4,8%, passando de 30,1 para 31,6 milhões de hectares.

O total de área destinada ao plantio de grãos também deve apresentar variação positiva, passando de 56,98 milhões para 57,8 milhões de hectares. A diferença representa uma alta de 1,3%, o que equivale a um acréscimo de aproximadamente 766 mil hectares. (Com informações da Conab)

COMPARTILHE:


Confira também:


Amazônia

Governo estuda enviar Exército para combater queimadas na Amazônia

Presidente Jair Bolsonaro disse que decisão será tomada ainda hoje


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira