Tuesday, 15 de October de 2019

ECONOMIA


Fim da paralisação

BB, Caixa e privados voltam ao trabalho nesta quarta-feira

08 Oct 2014

Os bancários dos bancos privados, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal do Tocantins votaram, na noite desta terça-feira, 7, pelo fim da greve no Estado. A votação ocorreu durante assembleia na sede do Sindicato dos Bancários (SINTEC-TO) em Palmas. O Banco da Amazônia continuará de greve.

Segundo explicou o presidente do SINTEC-TO, Crispim Batista Filho, a maioria dos estados brasileiros aceitou a proposta e com isso não haveria mais chances de continuar a negociação.

“Quase 90% dos bancários já aceitaram e infelizmente os outros estados que continuaram com a greve parcial. Todos fizeram uma nova assembleia hoje e reconheceram que não teríamos chances de continuar negociando”, explicou Batista Filho.

Proposta insuficiente

Outro ponto levantado pelo presidente é que o posicionamento do Sindicato permanece o mesmo e que as propostas apresentadas não atendem as reivindicações da categoria.

“Rejeitamos a proposta e realmente não atende ao que foi apresentado na Campanha Salarial. Vamos levar isso à comissão nacional de negociação e falar que nós, bancários do Tocantins, estamos insatisfeitos”, relatou.

O SINTEC-TO destaca que continuará lutando pelos direitos dos bancários independentemente de qualquer situação e reitera, também, que é fundamental sempre a participação de todos nas assembleias, movimentos grevistas e demais ações do Sindicato.

“Agradecemos a todos que estiveram ao nosso lado nestes oito dias de paralisação. Nossa luta continua todos os dias”, ressaltou o presidente.

Banco da Amazônia

Ainda na terça-feira, o Banco da Amazônia chamou a Comissão Nacional de Negociação para negociação, porém os avanços foram poucos em diversas clausulas entre elas da Participação Lucros e Resultados (PLR).

A proposta salarial continuou a mesma apresentada anteriormente, com os índices da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).  Sendo assim, os bancários decidiram continuar com a paralisação por tempo indeterminado e conta com todo apoio e assistência do SINTEC-TO. (Ascom SINTEC-TO)

COMPARTILHE:


Confira também:


Refis Palmas

Defensoria Pública inicia atendimentos jurídicos no Mutirão de Negociações Fiscais

A participação da Instituição na atividade se deve à parceria estabelecida com o Tribunal de Justiça do Tocantins e com a gestão municipal de Palmas

Refis 2019

Parte dos R$ 60 milhões que Município espera receber custeará melhorias na malha viária do Sul de Palmas

O município de Palmas tem a receber R$ 600 milhões. Segundo o Tribunal de Justiça (TJ), parceiro no mutirão, há atualmente 23 mil processos judiciais relativos a débitos fiscais no Município de Palmas em andamento no Judiciário.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira