Monday, 22 de October de 2018

ECONOMIA


Economia

Gasto do turista estrangeiro é o maior do semestre

22 Dec 2017

O gasto de turistas estrangeiros no Brasil, em novembro, foi o maior registrado no segundo semestre deste ano. A receita cambial do turismo alcançou US$ 485 milhões, o equivalente a um aumento de 2,62%, na comparação com o mesmo mês de 2016, quando os visitantes internacionais deixaram US$ 472 milhões nos destinos brasileiros.

É o segundo mês consecutivo neste semestre que a receita cambial do turismo supera os resultados de 2016. Em outubro, o crescimento foi de 6,69%, um dos maiores do ano. Mesmo assim, no acumulado de janeiro a novembro, o gasto dos turistas internacionais alcançou US$ 5,3 bilhões, ainda inferior ao apurado no ano passado.

"Este ano começamos a implantar o visto eletrônico para alguns países e avançamos também na discussão para ampliar a conectividade aérea, medidas que acreditamos que irão contribuir de maneira significativa para o crescimento da vinda de turistas estrangeiros para o país e, consequentemente, para o crescimento da receita cambial", comentou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Enquanto a receita cambial apresenta tímido crescimento, a despesa acumulou alta de 32,51% em novembro. Os brasileiros gastaram no exterior US$ 1,59 bilhão, contra US$ 1,2 bilhão registrado no mesmo mês de 2016. No acumulado do ano, a despesa cambial chega a US$ 17,38 bilhões ou 32,6% maior que em 2016, segundo dados do Banco Central. Atualmente, o déficit da balança comercial do turismo é de US$12 bilhões. Essa é a diferença entre o que o brasileiro gasta fora do país e o que os estrangeiros injetam na economia brasileira.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

19

PARABÉNS!
PARABÉNS!

16

BOM
BOM

21

AMEI!
AMEI!

17

KKKK
KKKK

20

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

13

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

16

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Crédito

Mauro Carlesse recebe representante de empresa alemã e discute linha de crédito para o Tocantins

Para ter acesso ao crédito é necessário conseguir o aval do Senado para selar o acordo bilateral entre os dois países


  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira