Monday, 22 de July de 2019

ECONOMIA


SICS

Governo inicia ações para alavancar o polo de confecções do Tocantins

28 Mar 2019    19:56    alterado em 28/03 às 19:56
Governo inicia ações para  alavancar o  polo de confecções do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (SICS), iniciou ações para desenvolver o polo de confecção do Tocantins, um setor estratégico para a criação de postos de trabalho na capital e no interior do estado.

Dentre as ações previstas para reestruturar a cadeia produtiva de confecção no Tocantins estão a adoção de políticas públicas voltadas ao segmento, realização de um diagnóstico e implantação de um centro de comercialização dos produtos.

O primeiro passo neste sentido foi dado pela pasta ao reunir os representantes do segmento em reunião realizada na última quinta-feira, 21, na SICS. Durante o encontro, representantes do segmento repassaram ao secretário e técnicos da pasta, as principais dificuldades e  desafios enfrentadas pela modalidade no estado.

Segundo a presidente da Associação das Indústrias de Confecções do Tocantins (Assincoto), Leila Miranda Muradás, a Capital concentra a maior parte da produção, registrando em torno de 60 micro e pequenas empresas que produzem uniformes, lingeries, moda praia, e,  também bolsas e calçados.

O shopping popular, Rodoshopping, abriga a maioria dos  microempreendedores da área, em torno de 64. Ela relatou ainda que existem também polos de produção nas cidades Araguaína, Colinas, Gurupi, Miranorte, Miracema,  Paraíso e Porto Nacional.

“Hoje nosso maior desafio é ter um espaço próprio onde possamos reunir toda a nossa produção para ser comercializada, inclusive do interior do estado”, explicou.

Segundo a presidente da associação, nos últimos anos, as fábricas de moda foram perdendo espaço, justamente, por não ter onde vender seus produtos. “Com isso, as pequenas indústrias têxtis estão se concentrando na confecção de uniformes e roupas promocionais por ter clientes garantidos”, acrescentou.

 A presidente destacou ainda que o setor está pronto para crescer e tornar o Estado referência neste segmento. “Estamos muito confiantes porque pela primeira vez um secretário de Estado tem a preocupação de ouvir o segmento com esta perspectiva, ainda mais com a experiência que acumula por ter ajudado a consolidar o Polo de confecções de Goiás, referência no País ”, afirmou.

Ações
O secretário Ridoval destacou a importância do segmento como fator de geração de renda e inclusão social porque as pessoas que entram no negócio normalmente não deixam a atividade e acabam inserindo toda a família.  Ele destacou que o Tocantins é um mercado de consumo em crescimento, e por estar localizado em uma região estratégica, pode atrair também varejistas dos estados circunvizinhos.

“O governador Mauro Carlesse determinou que cuidássemos bem do polo de confecção, por isso vamos dar total apoio para desenvolver este segmento que gera emprego e renda para a população ”, afirmou.

Para trabalhar o segmento, o secretário determinou ao Núcleo de Apoio aos Arranjos Produtivos Locais, sob a responsabilidade do coordenador, Marcondes Martins, que fosse aplicada a mesma metodologia utilizada em outros arranjos produtivos que consiste no Levantamento Situacional, Elaboração de Diagnóstico, Elaboração do Plano de Desenvolvimento, Plano de Ação e Pactuação com os parceiros.

Para esta semana está prevista reunião com representantes da secretaria de Desenvolvimento e Emprego de Palmas para, juntos,  localizarmos uma área onde possa ser implantado o Centro de Comercialização de Confecções do Tocantins.

Também será agendada, pelo secretário da SICS, uma visita ao Polo Têxtil de Inhumas em Goiás.   “Temos que entender que  este segmento  fomenta toda uma cadeia produtiva, como a rede hoteleira, restaurantes e turística, daí a sua importância”, finalizou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Polícia Civil

Operação Walking Dead leva à recuperação de R$ 4,2 milhões em créditos tributários ao Tocantins

Empresa investigada na 2a Fase da Operação procedeu ao parcelamento da dívida pública e terá o inquérito policial suspenso até conclusão do pagamento.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira