Wednesday, 19 de June de 2019

ECONOMIA


Economia

Mesmo com queda mensal, confiança do empresário cresce 4,1% na comparação com 2017

04 Sep 2018    22:06
Mesmo com queda mensal, confiança do empresário cresce 4,1% na comparação com 2017

A recuperação da economia brasileira pós-crise, apesar de lenta, tem apresentado alguns sinais em Palmas. Em agosto, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) cresceu 4,1% na comparação com o resultado do mesmo período do ano passado. A pesquisa é apurada mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Porém, apesar do aumento anual, o índice ficou em 111,7 pontos, o menor registrado em 2018 até o momento, resultando em um recuo de -2,5% na comparação mensal. “O ápice da confiança em 2018 foi alcançado no mês de abril, quando o índice chegou a 123,2 pontos, resultando em um aumento de 9,4% em comparação a janeiro. Depois de abril, o comércio foi afetado por alguns eventos econômicos e políticos que atingiram todo o país, fazendo com que o índice chegasse a agosto com uma queda de -9,3%”, explica a assessora econômica da Fecomércio Tocantins, Fabiane Cappellesso.

Pesquisa
Entre os itens analisados na pesquisa, dois se destacam pela variação mensal negativa: o que verifica a intenção de contratação de funcionários, que caiu - 4,6%, e o que analisa as condições atuais da economia brasileira, com recuo de - 7,1%.

A ICEC analisa a percepção que os empresários do comércio têm sobre o nível atual e futuro de propensão a investir em curto e médio prazo. A coleta dos dados é realizada sempre nos últimos dez dias do mês imediatamente anterior ao da divulgação da pesquisa. Assim, os dados do ICEC de agosto/2018 foram coletados nos últimos dez dias do mês de julho/2018.

COMPARTILHE:


Confira também:


Pedofilia

Médico é preso em flagrante pela Polícia Civil por pedofilia na cidade de Peixe

Prisão integra Operação Rede Sombria, desdobramento do Projeto Nacional Luz da Infância de combate à pedofilia.

Tocantins

Incentivos fiscais oferecidos pelo Estado atraem investidores de diferentes regiões do país

Empresários dos setores atacadistas, hospitalar, assessoria empresarial e advocatícia estão com projetos de investimentos a curto e médio prazo no Estado




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira