Monday, 23 de September de 2019

ECONOMIA


Diálogo

Secretários apresentam plano de reestruturação à instituições dos diferentes poderes do Estado

18 Feb 2019    20:33
Ronaldo Mitt Secretários apresentam plano de reestruturação à instituições dos diferentes poderes do Estado

Reforçando a abertura do Governo do Estado ao diálogo com os poderes e a sociedade organizada sobre as mudanças adotada na reforma administrativa anunciada no início deste mês, os secretários da Administração e da Casa Civil, Edson Cabral e Rolf Vidal realizaram, esta semana, uma série de  apresentações do plano de reestruturação do Estado.
 
O plano foi exposto, nesta quinta-feira, 15, aos membros do Conselho da Defensoria Pública do Estado que elogiaram a atitude do governo em buscar conversar com as instituições. “É a primeira vez que vemos uma gestão tão comprometida com o diálogo. Com essa atitude vocês ganharam nossa atenção e credibilidade. Vamos com certeza buscar contribuir para a readequação do Estado aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse o Defensor Danilo Frasseto.
 
Os membros da defensoria também elogiaram a abordagem clara e moderna dos secretários em relação aos problemas orçamentários enfrentados pelo Estado e as medidas que vêm sendo adotadas para que o Tocantins volte a se enquadrar na LRF e crescer.
 
“O que queremos é que todas as instituições compreendam que a situação em que nos encontramos requer ações imediatas, de modo que possamos ter um estado sustentável a médio e longo prazo”, frisou Edson Cabral.
 
No início da semana, a mesma exposição foi recebida com elogios pelos membros do Ministério Público Estadual (MPE) e os Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que agradeceram a disponibilidade dos secretários em ir até as instituições e se comprometeram a colaborar com o Estado.
 
“Não somos uma instituição que vive isolada. A situação exige um engajamento e esforço de todos”, destacou o  Procurador-Geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior ao conclamar os integrantes do MPE a colaborarem para o equilíbrio fiscal e financeiro do Estado.
 
Sindicatos
Na última semana, o diagnóstico também foi apresentado a dezenas de sindicatos durante reunião de trabalho realizada no Palácio Araguaia. Na ocasião foi destacada a criação de câmaras técnicas para monitorar que tenham por objetivo a realização de reuniões quadrimestrais dedicadas à apresentação dos dados relativos ao cenário econômico-financeiro do Estado e também para o oferecimento de soluções ao Chefe do Poder Executivo, relativas ao passivo retroativo e à concessão de reajustes e progressões aos servidores públicos das diversas carreiras que integram o Poder Executivo Estadual.

As Câmaras devem ser compostas por diferentes membros do Governo, especialistas nos temas e representantes de sindicatos e associações, entre outros.

COMPARTILHE:


Confira também:


Política

Reforma da Previdência pode ser votada em 1º turno nesta terça-feira

Na primeira passagem da reforma pela CCJ, o relator da PEC, Tasso Jereissati (PSDB-CE), leu e submeteu seu parecer à comissão, que foi aprovado por 18 votos a 7 e levado ao plenário.

Assembleia

Deputados debatem novo projeto do marco regulatório do saneamento básico

A audiência contou também com a presença de Juliana Marques, presidente da Agência Tocantinense de Regulação (ATR), e Thadeu Pinto, presidente da BRK.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira