Monday, 13 de July de 2020

ECONOMIA


Panorama

Terceirização visa movimentar economia e geração de emprego, diz Fecomércio

24 Apr 2015

A aprovação do texto principal e das propostas de destaques, ou seja, alterações do texto final do Projeto de Lei 4.330/2004, que regulamenta a terceirização, ocorrida neste mês de abril no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), tem causado barulho na mídia nacional, principalmente nas redes sociais. Agora, o PL segue para apreciação do Senado Federal.

De acordo com o vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e deputado federal Laércio Oliveira, esses ataques ao PL são frutos do desconhecimento sobre a matéria. Segundo Oliveira, o PL é bom para o Brasil porque vai estimular a economia num momento de crise, gerando emprego e protegendo o trabalhador terceirizado. "O trabalhador terceirizado vai receber o mesmo tratamento médico, de transporte, de segurança, de treinamento e de alimentação disponíveis pela contratante aos seus funcionários", afirmou Oliveira.

O PL da terceirização, como vem sendo chamado, objetiva instalar a segurança jurídica dos mais de 12 milhões de trabalhadores formais desse setor de serviços. Outro ponto assegurado pelo PL sobre as garantias desse trabalhador, é que será vedada a intermediação de mão de obra e garantirá a proteção dos benefícios negociados na Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. E isso respeitando todos os direitos e deveres estabelecidos na Consolidação das Leis de Trabalho (CLT).

Para o presidente da Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni, não há que se temer qualquer perda de arrecadação e de representatividade por parte das entidades sindicais com esta aprovação. "O que está em jogo é a regulamentação da prestação de serviços terceirizados a as relações trabalhistas dessa categoria, a garantia da segurança jurídica aos contratados e ainda o respeito aos direitos trabalhistas e previdenciários dos trabalhadores", destacou Pisoni. (Informações da ascom/Fecomércio)

COMPARTILHE:


Confira também:


Pandemia

Tocantins registra 189 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 15.132 casos no total, destes, 9.419 pacientes estão recuperados, 5.458 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 255 pacientes foram a óbito.

Coronavírus

Prefeito de Araguanã morre de Covid-19

Licenciado para tratamento da Covid-19, o prefeito Hernandes da Areia não resistiu à doença e veio a óbito neste sábado.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira