Palmas, 18/10/2017

Especial

FCW

Cerimônia vai homenagear os grandes nomes da Arte, Ciência e Cultura

  • O evento, um dos maiores e mais importantes do gênero no Brasil, acontecerá no Auditório do Centro Britânico Brasileiro (Rua Ferreira de Araújo, 741, em Pinheiros, São Paulo)


A Fundação Conrado Wessel (FCW) realiza no próximo dia 16 de outubro, às 18h, a cerimônia de entrega do 15º. Prêmio FCW de Arte, Ciência e Cultura. O evento, um dos maiores e mais importantes do gênero no Brasil, acontecerá no Auditório do Centro Britânico Brasileiro (Rua Ferreira de Araújo, 741, em Pinheiros, São Paulo).
 
Nesta edição, os premiados serão o cantor, compositor, arranjador e instrumentista Edu Lobo, na categoria Cultura, e o matemático e professor do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), Jacob Palis Jr., em Ciência. Ambos foram escolhidos em reconhecimento às suas trajetórias e contribuição à sociedade pelo fomento de suas atividades.
 
O julgamento contou com a participação de representantes da Fundação Conrado Wessel e das dez instituições parceiras da Premiação: Academia Brasileira de Ciências (ABC), Academia Brasileira de Letras (ABL), Academia Nacional de Medicina (ANM) Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), Marinha do Brasil, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).
 
Na categoria Arte, a primeira colocação ficou com Rodrigo Zeferino, de Ipatinga (MG), autor do ensaio "O Grande Vizinho". O segundo e o terceiro lugares ficaram, respectivamente, com Wagner Almeida, de Belém do Pará (PA), com o trabalho "Luz Vermelha", e com Lalo de Almeida, de São Paulo (SP), com ensaio "Microcefalia as Vítimas do Zica Vírus".
 
Os 16 primeiros colocados (os três premiados, mais 13 finalistas) ainda integrarão uma edição especial do livro comemorativo do Prêmio FCW de Arte 2016.
 
A Comissão Julgadora da categoria Arte foi composta por Daigo Oliva Suzuki (subeditor do caderno Ilustrada, da Folha de S. Paulo), Helouise Costa (Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP), Gustavo Rodrigues de Lacerda (Fotógrafo), Joaquim Marçal Ferreira de Andrade (professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pesquisador do Departamento de Iconografia da Fundação Biblioteca Nacional), José Afonso da Silva Júnior (Professor e Pesquisador da Universidade Federal de Pernambuco), Juan Esteves (fotógrafo e colaborador da revista Fotografe Melhor), Ricardo de Leone Chaves (Articulista do jornal Zero Hora) e Ronaldo Entler (pesquisador, professor e coordenador da Pós-Graduação da Faculdade de Comunicação da Fundação Armando Alvares Penteado - FAAP). A coordenação dos trabalhos foi do Prof. Rubens Fernandes Junior, curador e Presidente do Júri do Prêmio FCW de Arte e diretor da Faculdade de Comunicação da FAAP.
 
Prêmio FCW

Promovido todos os anos, o Prêmio FCW já reuniu uma coleção de grandes nomes na sua galeria de homenageados. Na categoria Ciência, além de Jacob Palis Jr. o evento já homenageou José Goldemberg, Luiz Hildebrando Pereira da Silva, Sérgio Rezende, Jorge Kalil, Jairton Dupont, Jérson Lima da Silva, João Fernandes Gomes de Oliveira, Leopoldo de Meis, Ernesto Paterniani, Sérgio Mascarenhas de Oliveira, Ivan Izquierdo, Hisako Gondo Higashi, Wanderley de Souza, Carlos Henrique de Brito Cruz, Isaias Raw, Magno Antonio Patto Ramalho, Luiz Carlos Fazuoli, Jairo Vidal Vieira, Carlos Afonso Nobre, Aziz Ab´Saber, Philip Martin Fearnside, Aldo da Cunha Rebouças, José Galizia Tundisi, Dieter Carl Ernst Heino Muehe e Almirante Alberto dos Santos Franco. Também foram contemplados o Museu Paranaense Emílio Goeldi e o Instituto Agronômico de Campinas.
 
Na categoria de Cultura, Edu Lobo passa a figurar ao lado de Lygia Fagundes Telles, Fernanda Montenegro, Niéde Guidon, João Carlos Martins, Paulo Vanzolini, Nelson Pereira dos Santos, Antônio Nóbrega, Ariano Suassuna, Ruth Rocha, Fábio Lucas, Affonso Ávila, Lya Luft e Ferreira Gullar.
 
Os vencedores em Arte deste ano, por sua vez, passam a integrar a lista composta, em ordem alfabética, por: Alexandre Salgado, André François, André de Libero Hauck Ferreira, Andréas Heiniger, Bob Wolfenson, Felipe Hellmeister, Francilins Castilho Leal, Gabriel Monteiro Pinoti Affonso, Gilvan Barreto, Gui Mohallem, Gustavo Lacerda, Inês Pereira Coelho Bonduki, João Teixeira Castilho, José Luiz Pederneiras Barbosa, Júlio Bittencourt, Kenji Arimura, Lalo de Almeida, Leonardo Vilela, Luiz Cláudio Martins Baltar, Márcia Ramalho, Maurício Nahas, Paulo Veiner, Ricardo Cunha, Ricardo de Vicq, Roberta Sant´Anna, Tadeu Vilani, Tiago Coelho e Tiago Santana.
 
Sobre a FCW

A Fundação Conrado Wessel (FCW) foi criada em 1994, após o falecimento do fotógrafo Ubaldo Augusto Conrado Wessel, que explicitou em testamento seu desejo de criar uma fundação voltada para a filantropia, o fomento e apoio às atividades culturais, artísticas e científicas no Brasil. A Fundação já atribuiu, desde 2003, mais de cem (100) prêmios nas categorias FCW de Arte, Ciência, Cultura e Medicina. Desde 2006, também outorga anualmente o Prêmio Almirante Álvaro Alberto, em parceria com o CNPq e a Marinha do Brasil; o prêmio "Soberania Pela Ciência", em parceria com a Marinha do Brasil; e o prêmio Grandes Teses CAPES, em parceria com a CAPES. Além dos prêmios, patrocina as revistas científicas "ANAIS" da Academia Brasileira de Ciências (ABC), Journal of Aerospace Technology and Management (JATM), do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA)  e "Pesquisa Naval", da Marinha do Brasil.
 
A FCW também distribui anualmente oito cotas de doações. Três dessas cotas são direcionadas para o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo e uma cota vai para cada uma das seguintes entidades: Exército da Salvação, Aldeias Infantis SOS Brasil, Fundação Antonio Prudente e Associação Escolar Benjamim Constant. Por último, uma cota é destinada a entidade com atividade voltada a crianças carentes, escolhida em consonância com o Ministério Público.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus