Palmas, 19/01/2018

Especial

Oficina

Idosos produzem peças decorativas com reaproveitamento de material inteligente reciclável

  • Arranjos de mesa de anjinhos feitos de papelão, bolsas e cofrinhos feitos com a caixa de leite e porta- guardanapos, feitos com a flor de coquinhos de pé de bacuri ou inajá

Regiane Rocha

Idosos produzem peças decorativas com reaproveitamento de material inteligente reciclável



Márcio Greick 

Arranjos de mesa de anjinhos feitos de papelão, bolsas e cofrinhos feitos com a caixa de leite e porta- guardanapos, feitos com a flor de coquinhos de pé de bacuri ou inajá. Esses produtos estão sendo fabricados por cerca de vinte idosos, que estão participando de uma oficina de capacitação, com aulas de empreendedorismo e negócios, desde a última segunda-feira, no Parque Municipal da Pessoa Idosa: Francisco Xavier de Oliveira. A oficina de capacitação, encerrada nesta sexta-feira, 15, usa como principal  matéria-prima o papelão e é uma iniciativa da BRK Ambiental em parceria com o SESI.
 
A oficina foi realizada no período matutino, em um ambiente descontraído, onde os idosos aprenderam a criar vários produtos contemporâneos, com a função decorativa e utilitária, obedecendo a uma linguagem comercial.  
 
Um dos xodós produzidos na oficina foi o porta-guardanapo, produzido com a flor de coquinhos cozidos no tintol. Em uma argola de 4 cm de diâmetro, são fixadas três flores de coquinhos de pé de bacuri ou inajá, colhidas nos canteiros da capital, onde são cozidas em tintol. Todas as medidas da argola seguem a padronização ISO 9000 ou ISO 14 000, de acordo com as leis do comércio de mercado e produto.
 
A dona Raquelina Maria das Dores Nunes resolveu produzir arranjos de mesa de anjinhos e bolsa de  mão, com a reutilização da  caixa de leite. Para ela, o curso, além de ser uma ótima terapia ocupacional, lhe trará uma renda. "Vou repassar o que estou aprendendo aqui para meus amigos da minha quadra, e da igreja, e comercializar alguns produtos no comércio local", disse.
 
Já a  dona Maria das Graças, 68 anos, encontrou no curso a oportunidade de conhecer novas pessoas e aprender também sobre empreendedorismo. "Aqui realizamos atividades em grupo e aproveitamos para conhecer novas pessoas também",disse.

De acordo com a instrutora do curso, a  biodesigner Maria da Penha, todas as peças têm uma função decorativa e utilitária obedecendo a uma linguagem comercial. "São produtos contemporâneos produzidos a partir do reaproveitamento inteligente  de material reciclável", disse.
 
Para a gerente do parque do idoso, Silvanete Mota, no curso os idosos tiveram a oportunidade de buscar conhecimento de negócios com o reaproveitamento inteligente de material reciclável. "O curso alem de ser uma terapia ocupacional se torna uma ótima oportunidade de geração de renda", ressaltou   
 
O curso de papelão em arte encerrou nesta sexta-feira com exposição dos objetos produzidos pelos idosos.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus