Monday, 27 de January de 2020

ESPECIAL


Gravidez Precoce

Março, abril e novembro: nascem os filhos da praoa e do carnaval

07 Aug 2008

As autoridades e profissionais que acompanham crianças admitem que nos meses de março e abril o índice da natalidade por parte das adolescentes é bem maior que os demais meses do ano, com exceção de novembro, pois no Carnaval elas são mais dadas ao sexo e como costumam não usar camisinha o resultado não poderia ser outro. O reflexo dessa falta de responsabilidade pode ser visto, geralmente, no mês de novembro.

Para o promotor César Augusto, nenhum número é comparável a março e abril. Segundo ele, as campanhas publicitárias são outros fatores que não têm surtido efeito. "Adolescente não perde tempo ouvindo notícias. Como elas não são direcionadas dificilmente irão se identificar com a mensagem repassada", diz.  

A sociedade em geral, as igrejas, os órgãos governamentais e as ONG's que cuidam em assistir essas adolescentes encontram-se em "crise existencial". Por mais que tentem ajudar, a solução parece estar longe, mas muito longe de um resultado positivo e eficaz.

Mas o que fazer então, uma vez que as campanhas, embora ajudem, não erradicam o problema? O que fazer se os pais não aceitam a idéia das filhas iniciarem a vida sexual tão novas? O que fazer se as filhas, por sua vez, se sentem, cada vez mais cedo, atraídas pelo sexo? O que fazer se os órgãos responsáveis por saúde pública incentivam o uso de anticoncepcionais e camisinhas mas, em contrapartida, a Igreja Católica proíbe sexo antes do casamento e o uso de qualquer contraceptivo?  

Para o promotor, responder a essas perguntas é uma tarefa muito difícil. "Mediante o contexto e o quadro alarmante de gravidez na adolescência, o ideal é a prevenção, principalmente incentivando o uso da camisinha, que além de evitar a gravidez diminui os riscos de transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, como a Aids."

Com a mesma opinião, Ieda Fátima Nogueira, técnica da área da Saúde do Adolescente do Tocantins, admite que embora a Secretaria Estadual da Saúde não tenha dados concretos sobre os recém-nascidos, que podem ser exclusivamente frutos de uma aventura ocasionada no mês de julho, a taxa de natalidade nos meses de março e abril é maior que nos demais meses.

COMPARTILHE:


Confira também:


Regularização

Governo realiza regularização fundiária e revitaliza projetos de fruticultura no Tocantins

Ações estão presentes no Plano de Governo apresentado à Justiça Eleitoral em 2018


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira