Thursday, 04 de June de 2020

ESPECIAL


Siqueira Campos: um homem de muitas batalhas

24 Jul 2008

O Tocantins possui uma história desenhada por bravos homens que lutaram por sua emancipação política. Porém, somente nas últimas 3 décadas do século 20 é que a região conseguiu avançar de forma decisiva para a concretização dos ideais separatistas que adivinham desde Theotônio Segurado.

Foi Siqueira Campos quem conseguiu a efetiva e real emancipação política do então Norte de Goiás, hoje o Estado do Tocantins. O atual governador do Estado do Tocantins, José Wilson Siqueira Campos, possui uma história, no mínimo, admirável. Natural do Ceará e, por isso, conhecedor dos problemas que afligem as populações carentes de assistência governamental, Siqueira sempre lutou pela causa dos menos favorecidos.

Com a implantação da capital federal no centro do País e a abertura da rodovia Belém-Brasília, nos anos 60, vão para a região migrantes de todo o Brasil, entre os quais, o nordestino Siqueira Campos, que chega em Colinas de Goiás, vila do município de Itupiratins, no dia 10 de julho de 1963.

Em 3 de outubro de 1965, Siqueira é eleito vereador e primeiro presidente da Câmara Municipal de Colinas. Já no seu discurso de posse, em 1º de janeiro de 1966, defende a criação do Tocantins. Em 1969, é preso pelas forças militares federais. Sai da prisão, com o apoio do povo, e parte para as praças públicas pregando a autonomia da região e a criação do novo Estado. Em 1970 é eleito deputado federal. E já em 1º de fevereiro de 1971, Siqueira toma posse na Câmara Federal e passa a organizar suas estruturas no Congresso e a mobilizar o povo nortense e o povo goiano, os meios de comunicação e a todos os simpatizantes da causa libertária.

Estadista nato, José Wilson, em 1972, lança outra forte ação com vistas à criação do Tocantins e a redivisão territorial do País. Em novo mandato, em 74, o então deputado reapresenta o projeto que, no entanto, não tem aprovação na Câmara. Volta a reapresentá-lo em 76, 77, e 78, mas enfrenta oposição do presidente Ernesto Geisel. No governo seguinte, de João Figueredo, a situação se repete. Mas Siqueira Campos não se dá por vencido e promove debates no País e no exterior, apresenta emendas, projetos, realiza audiência com presidentes, ministros e outras importantes autoridades.

Em 1984 e 1985 o projeto de criação do Estado é reapresentado e aprovado pelo Congresso Nacional, porém é vetado por duas vezes consecutivas pelo então presidente José Sarney.

Apesar da resistência de alguns setores políticos, o desbravador não desiste e cumpre o prometido: inicia greve de fome dentro do Congresso Nacional.

O ato de Siqueira Campos atinge seu objetivo, causa na população nacional uma comoção geral que leva a mídia, políticos e demais setores da sociedade, a apoiar e exigir a criação do Estado do Tocantins. A greve é suspensa mediante compromisso do presidente da República de apoiar o projeto dentro da Assembléia Nacional Constituinte, prestes a se instalar.

Então, finalmente, em 27 de julho de 1988, a Emenda Siqueira Campos é aprovada pelo Plenário. E em 5 de outubro de 1988, depois de muita luta, o Estado do Tocantins é criado com a Proclamação da Constituição da República Federativa do Brasil.

Começa então nova etapa na história da região: a construção e viabilização do novo Estado. Como primeiro governador do Tocantins, Siqueira Campos conduziu as primeira e fundamentais ações para a criação e implantação da nova capital, escolhendo o local onde seria construída, dando-lhe o nome de Palmas e comamdando a equipe de técnicos que elaborou o projeto de sua construção.

Com a criação de Palmas o governador Siqueira Campos criou também 15 regiões administrativas e 44 novos municípios, descentralizando a administração para ensejar uma melhor distribuição da população pelo território do novo Estado, para melhor distribuir renda e riquezas.

Esse ritmo de crescimento está simbolizado em algumas das principais obras do Estado, a exemplo da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães, que garantiu autonomia energética ao Estado, além da construção da ponte Palmas-Paraíso, o trecho da ferrovia Norte-Sul e o projeto Orla, dentre outras.

Um ousado plano de metas está sendo cumprido para fazer do Estado do Tocantins um dos maiores do Brasil.

Projetos como o Pioneiros-Mirins são exemplos de programas sociais que realmente beneficiam a população. Uma das prioridades do governo é a construção de rodovias. Além disso, atualmente todos os 139 municípios estão recebendo benefícios, como água tratada. Alguns já tem esgotos e todos receberão saneamento básico completo.

Sem dúvida, a batalha travada ao longo de 2 séculos e, vencida por José Wilson Siqueira Campos e seus companheiros, faz com que a população nortense sinta-se recompensada por não ter desistido de lutar por seus ideias libertários.

 

DISCURSO DE SIQUEIRA CAMPOS NA ASSEMBLÉIA CONSTITUINTE DE 1988

"Percorri, Sr. Presidente, Srs. constituintes, todos os municípios de Goiás, do Norte e do Sul, e promovi debates em todas as suas câmaras de vereadores. Em todas consegui aprovação, inclusive da Câmara Municipal de Goiânia, para o desmembramento do Estado de Goiás e para a criação do Estado do Tocantins. A opinião pública e os meios de comunicação são amplamente favoráveis. Só as oligarquias são contra e caluniam os nortenses de indolentes, preguiçosos, e o Norte de peso morto. Porque querem continuar explorando, colonizando o povo nortense. Tenho o compromisso da grande maioria dos senadores e deputados federais. E o presidente da República está neutralizado: não pode ser contra, pelo que disse e escreveu quando vetava o prjeto de lei que previa a criação do Estado do Tocantins. O povo goiano e tocantinense é totalmente favorável a esta causa."   

COMPARTILHE:


Confira também:


Política

TSE autoriza convenções partidárias virtuais para eleição deste ano

Partidos terão liberdade de estabelecer regras e procedimentos

Não se cale!

Campanha da DPE-TO alerta para importância das denúncias de violência

Instituição lança Campanha “Você não está só!”. Um chamado para denunciar os casos de violência em mulheres, crianças e adolescentes neste período de pandemia




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira