Saturday, 14 de December de 2019

ESPECIAL


Adolescência

Tempo de descobertas

24 Jul 2008

O que é, quando começa e como é a principal fase de transição da vida. Os segredos, os medos e os dilemas enfrentados por todos nós em algum momento de nossas vidas.

De repente, começamos a perceber certas mudanças em nosso corpo, na nossa voz e até mesmo nos pensamentos. Algumas mudanças são também claramente percebidas por outras pessoas, principalmente por familiares e amigos mais próximos.

A adolescência é um período da vida que marca a transição do estado infantil para o adulto, sendo caracterizado por intensas mudanças biológicas, psicológicas e sociais. As modificações corporais, o aparecimento de pêlos pubianos e axilares, o aumento de força muscular, a distribuição da gordura, a mudança da voz, o desenvolvimento dos seios ou do pênis, a primeira menstruação, as primeiras ejaculações e a masturbação são elementos que exteriorizam as mudanças internas que muito acontecem nesta fase.

Alguns médicos acreditam que a adolescência é o último estágio da infância, mas o processo da adolescência só está inteiramente concluído quando o futuro adulto começar a perceber que a fase da infância precisa ser abandonada para se iniciar um novo ciclo. Para a psicóloga palmense Patrícia Castro Zacariotti, a adolescência inicia aos 10 anos e se finaliza aos 19 anos, sendo subdividida em três etapas: Pré-puberdade, pré -adolescência e a adolescência propriamente dita.  

Segundo a psicóloga, existe ainda uma fase considerada adolescência tardia, que seria a preparação final para a conquista da idade adulta. Nesse período, existem várias características que mostram que a criança está começando a se tornar adulta. "As características são várias, pois surge uma mudança biológica, voltada para o crescimento, outra para a intelectualização, os aspectos sociais, onde a família aparece como apoio, e o envolvimento com os grupos de iguais, que são colegas, grupos de escola, amigos de bairro e da mesma faixa etária", explica. Os conflitos, as crises de identidade e a participação na sociedade surgem nessa fase como uma transição para a idade adulta. De acordo com a psicóloga, a principal característica do fim da adolescência no ser humano é a busca pela independência. "No momento em que o jovem percebe que já consegue manter a sua independência, seja no lado financeiro, seja no lado afetivo e emocional e principalmente, quando o adolescente já conseguir formar a sua identidade sexual, essa pessoa já está apta a conquistar a idade adulta", disse.

Mas a adolescência não é marcada apenas por dificuldades, crises, mal-estares, angústias. Esses acréscimos na performance global do adolescente produzem uma típica inflação do ego. Achando que "podem tudo" os adolescentes nessa fase se rebelam e elaboram um conjunto de valores inusitados e, quase propositadamente, contrário à valores até então tidos como corretos. As figuras de autoridade serão os alvos preferidos da contestação do adolescente. Nessa fase se questiona o juiz, o padre, pastor, professor. Além disso, espera-se que os conflitos de valores e de poder possam se generalizar para uma questão ideológica. A noção de autoridade para o adolescente se atualiza continuamente, começando com a figura social do pai, do amigo, do professor, passando para o ídolo. Portanto, o adolescente não é tão avesso a autoridade como se propaga. A maior dificuldade do adolescente, entretanto, está em aceitar uma autoridade imposta.

COMPARTILHE:


Confira também:


SSP

Polícia Civil prende três pessoas e apreende 10,5 kg de pasta base de cocaína

Policiais monitoraram por cinco meses atuação criminosa. Droga era oriunda do estado do Mato Grosso.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira