Friday, 21 de September de 2018

Friday, 21 de September de 2018

ESPORTE


Vôlei

CIRCUITO BRASILEIRO: Ágatha e Bruno Schmidt são os favoritos da torcida e fã viaja 300 km por prêmio

03 May 2018    16:17
Wander Roberto CIRCUITO BRASILEIRO: Ágatha e Bruno Schmidt são os favoritos da torcida e fã viaja 300 km por prêmio Sérgio Lemos, presidente da Federação do Distrito Federal, e Tatiane Luz

A divulgação do prêmio dos melhores atletas da temporada 2017/2018 do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia aconteceu no último final de semana, em Brasília (DF). E o Craque da Galera, que escolhe o torcedor favorito da torcida em votação popular, contou com uma surpresa. Uma própria fã foi escolhida pela vencedora Ágatha para receber em seu lugar a premiação, que no masculino teve Bruno Schmidt como vencedor.

Ágatha não participou do SuperPraia por planejamento da comissão técnica, que focou na disputa da etapa quatro estrelas de Huntington Beach (EUA), do Circuito Mundial 2018. E quem melhor que a primeira fã da medalhista olímpica paranaense para receber uma honraria decidida diretamente pelos torcedores? Tatiane Luz viajou cerca de 300 quilômetros de carro para receber o prêmio e comentou poder representar o ídolo.

"Eu só tenho a agradecer a oportunidade de representar todas as pessoas do Brasil que também gostam da Ágatha. Eu fico imensamente feliz de ver tudo que ela conquistou e aonde ela chegou. Acompanho a carreira da Ágatha há 16 anos, desde a época em que ela ainda lutava para passar do classificatório. Eu comecei essa história assistindo a um jogo em Goiânia, em 2002, e gostei do jeito dela jogar, já era engraçada, simpática. E desde então sigo acompanho. E ela tem este jeito humilde, sempre dando atenção para todos os fãs. A própria Ágatha foi quem me pediu para vir aqui receber o prêmio e não poderia negar”, disse.

Ágatha venceu o prêmio pela segunda temporada seguida, liderando a votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). A paranaense comentou sobre a importância dos fãs ao longo da carreira e como busca retribuir a atenção e carinho recebidos.

“Sempre enxerguei o esporte como uma ferramenta para levar alegria para as pessoas. Sempre tive isso na minha mente. A fama pela fama é fútil. Ela só tem algum sentido se você faz algo bom com ela, utiliza para algo. Talvez pelo meu jeito espontâneo, alegre, consiga devolver isso. Existem fãs que esperam um ano inteiro para trocar uma palavra, um abraço. Coloco-me no lugar dessas pessoas, que gastam o dinheiro, o tempo para terem um contato. É impossível não retornar essa atenção”, disse Ágatha, que completou.

“Esse prêmio vai muito além das quadras. Os fãs acabam escolhendo um time ou um atleta para torcer pelo que ela representa nos jogos. E é claro que os resultados influenciam, pois quanto mais vencedor, mais o atleta aparece na mídia e será mais facilmente reconhecido. Mas isso é só o primeiro contato. Eu não forço nada fora de quadra, sigo com minha personalidade, maneira de ser. E as redes sociais potencializam isso, sou bastante ativa, respondo bastante aos fãs. Acredito que isso também me aproxima muito deles. O prêmio é uma representação desta troca, deste carinho que recebo e dou”.

Bruno Schmidt foi escolhido pela torcida como Craque da Galera no naipe masculino. O brasiliense recebeu o troféu popular pela primeira vez, além de também ter vencido nas categorias melhor levantamento e recepção, estes em votação de técnicos e jogadores. O campeão olímpico disse que o carinho dos torcedores dá forças nos momentos difíceis do alto rendimento.

“Estou contente demais por esses prêmios, em especial ao Craque da Galera, que é um carinho especial dos fãs brasileiros pelo meu trabalho. Motiva demais quando o corpo está cansado, pelas coisas que abrimos mão para representar bem nosso país. Os prêmios são muito bacanas, estamos tão focados durante a temporada, sempre em ritmo de treino, viagens, que acabamos até esquecendo. Mas é algo muito legal, todos os atletas gostam de ver a lista, gostam de ter esse reconhecimento. Mostra que estamos no caminho certo. Que aquele treinamento árduo do dia a dia leva aos resultados”, disse Bruno Schmidt.

O SuperPraia encerrou a temporada 17/18 do calendário nacional no último final de semana, em Brasília (DF), com títulos para Evandro/André Stein (RJ/ES) e Taiana/Carolina Horta (CE). As duplas brasileiras já estão novamente em ação nesta semana, disputando as etapas quatro estrelas de Huntington Beach (EUA) e três estrelas de Mersin (Turquia) do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

53

PARABÉNS!
PARABÉNS!

40

BOM
BOM

44

AMEI!
AMEI!

44

KKKK
KKKK

40

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

27

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

35

CREDO!
CREDO!

Leia por assunto:

SuperPraia Vôlei de Praia Brasília

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Saúde

MPE obtém decisão judicial acerca de acúmulo de lixo no Hospital Regional de Araguaína

Segundo a Promotora de Justiça Araína Cesárea Ferreira Santos D’Alessandro, manter o ambiente hospitalar limpo e livre de contaminação de qualquer espécie é uma obrigação do Estado


  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira