Thursday, 18 de July de 2019

ESPORTE


Oi

Oi lança campeonato de surfe nas redes sociais para promover o esporte e dar espaço aos fãs e praticantes

27 Feb 2018    16:06    alterado em 27/02 às 16:06
Oi lança campeonato de surfe nas redes sociais para promover o esporte e dar espaço aos fãs e praticantes

Brasil, 27 de fevereiro de 2018A partir de hoje, surfistas, fãs e apaixonados pelo surfe têm mais um motivo para entrar na água. A Oi lança, em parceria com a Be Brave, o Oi Digital Surf, um campeonato que acontece virtualmente e tem o objetivo de engajar, premiar ou destacar não apenas atletas, mas também talentos do universo do surfe e o grande público de fãs do esporte.

Além do cenário digital, o campeonato contará com uma final em uma casa em Saquarema, onde os finalistas passarão 10 dias se preparando para a decisão. Isso tudo às vésperas de começar o Oi Rio Pro, etapa brasileira da WSL que acontece na Região dos Lagos. O campeonato vai dar grande visibilidade aos concorrentes, já que eles serão avaliados pelos tops brasileiros Adriano de Souza, Filipe Toledo, Gabriel Medina, Ítalo Ferreira e Silvana Lima, em cinco categorias: Sub 16; Masculino Open; Feminino Open; Surfe adaptado e Legends. 

Para participar, o candidato precisa apenas se inscrever no site do campeonato e postar suas ondas no seu próprio Instagram com a #OiDigitalSurf. O período de triagem vai durar aproximadamente 20 dias. Serão levados em conta, entre outros critérios, manobras impactantes com grau de dificuldade e inovadoras e plasticidade dos vídeos.

A plataforma gamificada da Be Brave Entretenimento Digital, de alcance nacional, tem um formato de entretenimento com atrativos para o engajamento, não somente de surfistas, mas de fãs e outros apaixonados pelo esporte. Todos poderão participar: desde aqueles que já praticam e até quem não surfa terá chances de ganhar prêmios. Basta criar perfis próprios, apostar nas baterias e enfrentar os desafios nas redes sociais, concorrendo a pontos. 

“Pretendemos evoluir a forma de descobrir talentos e a forma como atletas, patrocinadores e fãs se relacionam num ambiente digital. Nossa intenção é que o Oi Digital Surf entre no calendário de competições oficias ao redor do mundo”, adianta Carol Gama Porto, diretora geral e co-fundadora da Be Brave Entretenimento Digital.

A Oi, que tem o surfe como um dos pilares estratégicos de seu posicionamento de marca, foi a primeira empresa a abraçar o projeto. A plataforma de surfe da Oi conta com os dois campeões mundiais Gabriel Medina e Adriano de Souza, além de Silvana Lima, Filipe Toledo e Ítalo Ferreira. A empresa assina o naming da única etapa WSL no Brasil, o Oi Rio Pro. 

“Acreditamos que a tecnologia transformou o cenário atual. Do físico para o virtual, do virtual para o físico. Não há mais barreiras. No esporte não é diferente, a tecnologia permite acompanharmos tudo o que acontece nas principais etapas da WSL através da tela do celular a qualquer hora, de qualquer lugar. Acreditamos que o esporte promove encontros, aproxima culturas e classes e tem um importante papel permitindo que as pessoas  ampliem seu repertório de mundo. Com o Oi Digital Surf, consolidamos ainda mais o surfe como esporte democrático e de massa, engajando não somente novos talentos a enviarem suas manobras, mas também todo o grande público de fãs do esporte, a participarem dos games e desafios, já que toda a interatividade acontece através das redes sociais. Os juízes serão os nossos atletas: Gabriel Medina, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Ítalo Ferreira e Silvana Lima, que estarão cada vez mais próximos do público, avaliando suas manobras”, diz o gerente de Patrocínios e Eventos da Oi, Bruno Cremona. 

O CAMPEONATO

Depois da primeira etapa de 40 dias, 40 surfistas serão classificados para a fase seguinte e ganharão uma lycra exclusiva para poderem disputar mais dois rounds antes da grande final, que será disputada de maneira presencial na praia de Saquarema, às vésperas da etapa do Circuito Mundial WSL.

Durante a etapa de triagem, acontecem os Digital Games, desafios e missões para atrair os melhores surfistas, especialistas em manobras e amantes do esporte e do lifestyle. Serão desafios em que os participantes devem postar fotos ou vídeos em suas redes. Exemplos: Melhor foto de tubo. Pior vaca (queda/caldo). SurfTrips (fotos/videos de viagens) Ao final do campeonato, além dos prêmios, o grande vencedor será convidado para a festa da final, em Saquarema. 

A Oi E O ESPORTE

A companhia patrocina grandes eventos esportivos, equipes e atletas de diferentes modalidades como surfe e skate e eventos de cultura urbana. O incentivo da Oi a projetos esportivos é estratégico, pois reconhece a importância do esporte como ferramenta de interação entre as pessoas - e destas com a cidade - seja através da prática do esporte, ou por meio de suas manifestações culturais, como o grafite e a música.

A empresa também patrocina eventos ligados à cultura urbana, por acreditar que eles potencializam conexões, aproximando pessoas de diferentes tribos, exercendo um importante papel no processo de desenvolvimento individual e social. A ideia da empresa é cada vez mais dar novos significados a espaços públicos, permitindo que a comunidade interaja com eles e entre si através de ações colaborativas, da arte coletiva e da economia local.

Além disso, a Oi acredita que a tecnologia é agente transformador e por isso promove o encontro entre as pessoas dando a elas o poder de criar e disseminar diferentes manifestações da cultura, inclusive no meio digital. A Oi entende que a cidade é um patrimônio dos seus moradores. Por isso, está presente em eventos de cultura urbana, seja por meio de grafite, música ou da cultura digital, buscando iniciativas que estimulam a interação entre pessoas e cidades e propondo melhorias.

Ano passado, a Oi patrocinou pelo terceiro ano consecutivo o Oi Rio Pro, a etapa brasileira do World Surf League Championship Tour (CT), o campeonato mundial de surfe. Além disso, patrocina os surfistas brasileiros de destaque na WSL: Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Filipe Toledo, Silvana Lima e Adriano de Souza, o Mineirinho, além do surfista Davizinho, de 12 anos, atual vice-campeão mundial de surfe adaptado. Recentemente, como parte do legado do patrocínio aos Jogos Cariocas de Verão de 2016 e 2017, a Oi construiu pistas de skate em Manguinhos e São João da Barra e reformou o park de Campo Grande – aproveitando assim o grande potencial do esporte urbano para aproximar culturas e realidades, promovendo encontros e transformando espaços públicos.   

SERVIÇO

Oi Digital Surf www.oidigitalsurf.com.br REDES SOCIAIS Instagram: @digitalsurfgames, Facebook: @digitalsurfgames, Twitter: @digisurfgames 

COMPARTILHE:


Confira também:


Alphaville

MPTO atua e empresas são obrigadas a adequar sistema de iluminação de condomínio de Palmas

A sentença que estipula a adequação no sistema de iluminação do condomínio foi proferida pelo juiz Pedro Nelson de Miranda Coutinho, da 3ª Vara Cível de Palmas.

IML

Em apenas 5h, peritos do IML do Tocantins identificam cadáver carbonizado pela arcada dentária

Procedimento realizado na capital identificou corpo de vítima de incêndio na região Sudeste do Tocantins a partir do confronto entre arcada dentária e prontuário odontológico.


TJTO

Juíza determina que o Estado e o município de Palmeirópolis forneçam, em 10 dias, remédio contra hanseníase a paciente

O descumprimento da sentença acarretará em multa diária de R$ 1mil (individualizada em R$ 500,00 para cada uma das partes requeridas - Estado e o Município) e limitada a R$ 30mil


Formação

Unitins traz Viviane Mosé para evento de qualificação de professores

Professora há mais de 30 anos, a palestrante é reconhecida nacionalmente pela atuação na área educacional


Luto

Morre a Auditora Fiscal Elizabeth Leda, aos 73 anos


Norte do TO

Polícia Civil prende mais um suspeito de participar de homicídio de adolescente em Araguaína


Cidades criativas

Quatro cidades do Brasil concorrem a títulos na Unesco


Grupo Record

Portal R7 ganha novas cores em ação dia e noite da Benegrip


Tocantins

Grupos de Ajuda Mútua dão apoio a dependentes químicos e familiares durante e após recuperação


Reforma

Damaso vota por regra de transição diferenciada para professores e policiais



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira