Tuesday, 26 de May de 2020

ESTADO


Mãe pede justiça

Caso Ana Carolina: Assassinato continua sem solução após dois anos

28 Aug 2009

Há mais de dois anos da morte de Ana Caroline Tenório, 14 anos, a família continua sem solução para o crime que chocou a cidade de Araguaína. Ana Carolina foi assassinada em sua casa em Araguaína no dia 19 de maio de 2007, com 21 facadas.

De acordo com informações divulgadas na imprensa, a mãe da adolescente, Ivanilde Tenório, cobra respostas e pede justiça. Ela também afirmou que um suspeito pela morte de Ana Carolina está preso em Araguaína, mas não há provas concretas de que ele seja o assassino de sua filha.

Ivanilde culpa a polícia pela insuficiência de provas. O delegado da Polícia Civil de Araguaína, Francisco Ribeiro Soares, o quarto delegado responsável pelo caso, alega que no dia do crime foram feitos todos os procedimentos cabíveis, inclusive a realização da perícia, e que algumas provas do crime ainda estão sendo analisadas.

 

Polícia

A Polícia Civil de Araguaína informou, por meio da assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública (SSP), que "está trabalhando com empenho para desvendar este crime o mais rápido possível".

Conforme a SSP, o delegado Francisco Ribeiro Soares informou que "as investigações estão em andamento, porém não quer divulgar nada, para não atrapalhar as investigações".

Ainda conforme a SSP, o delegado alega que "diante da gravidade e complexidade do fato, é necessário um trabalho minucioso e criterioso para que o(s) verdadeiro(s) culpado(s) seja realmente punido" e que "as investigações seguem em sigilo". (Por Juliana Freitas, com informações do site Cleber Toledo)

COMPARTILHE:


Confira também:


Agrotins 2020

Expositores e participantes aguardam com expectativas início da primeira Agrotins 100% Digital

A feira ocorre de 27 a 29 de maio, com transmissões ao vivo, gravada por meio da plataforma Agrotins.to.gov.br


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira