Wednesday, 08 de April de 2020

ESTADO


Saúde

Curso de Vigilância Ambiental discute implantação de ações

02 Oct 2008

Representantes de 11 cidades da região norte do Tocantins participaram na semana passada no Sebrae, em Araguaína, de um curso básico de vigilância ambiental em saúde, com o propósito de discutir a implantação de ações nos municípios.

Durante o curso foram discutidas técnicas de monitoramento e controle da qualidade da água para consumo humano, vigilância da qualidade do ar e também ações de vigilância em saúde de populações expostas ao solo contaminado por substâncias químicas.

O objetivo é descentralizar as ações para que as medidas de prevenção sejam desenvolvidas e também a detecção de mudanças no meio ambiente que interferem na saúde humana evitando doenças de veiculação hídrica, intoxicações por agrotóxicos e outras doenças adquiridas através do solo contaminado.

O coordenador da Vigilância Sanitária de Tocantinópolis, Marcondes Santos, destacou a importância da descentralização das ações e esclareceu dúvidas com relação aos programas implantados no município. “Nossa cidade está participando deste curso para buscar orientação para a implementação dos programas, pois já executamos ações de vigilância da qualidade da água, com a coleta de 25 amostras por mês e também implantamos o programa “Vigiloso”, que já conta com uma equipe capacitada para avaliar as áreas de risco”, disse.

Já a secretária de saúde de Ananás, Gilma Nery, destacou a participação do município no curso devido à necessidade de implementação das ações de monitoramento e controle da qualidade da água e também a busca de orientação para a implantação de outros programas como o programa de vigilância da qualidade do ar, “Vigiar”, e o programa de vigilância da qualidade do solo, “Vigisolo”. “Nós sabemos a importância dessas atividades de vigilância ambiental em saúde para o nosso município, por isso buscamos implantar os programas para desenvolver as ações de prevenção”, ressaltou.

Para a gerente do programa “Vigiloso” da Sesau, Edna Moreira Soares, a participação dos representantes dos municípios tem grande importância, pois a finalidade do curso é ajudar esses municípios a implantarem os programas de vigilância em saúde ambiental e orientar os que já desenvolvem as ações.

COMPARTILHE:


Confira também:


Covid-19

Tocantins registra 23 casos do novo Coronavírus

São 23 casos confirmados nos município de Palmas, Araguaína, Dianópolis e Gurupi.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira