Wednesday, 03 de June de 2020

ESTADO


Educação

Estudantes da Escola Frederico Pedreira acompanham o eclipse lunar

21 Jan 2019
Estudantes da Escola Frederico Pedreira acompanham o eclipse lunar

Olhar para o movimento no espaço faz parte da rotina dos estudantes da Escola Estadual Frederico Pedreira, de Palmas. O trabalho com as ciências ligadas ao espaço ocorre nas aulas de astronomia. Para incentivar mais a aprendizagem sobre essa ciência, professores e estudantes ficaram apostos na madrugada desta segunda-feira, 21, para observarem o fenômeno lunar.

Por volta das 00h37, horário de Brasília, ocorreu o único eclipse lunar total do ano de 2019. Em seguida, foi o momento de outros fenômenos conhecidos como Superlua de Sangue, que é quando a Lua se encontra em um ponto mais próximo da terra, e adquire a coloração avermelhada, devido ao alinhamento em relação ao Sol e a Terra. A equipe se reuniu na casa da professora Solange Maria C. Lima, para observar o fenômeno.
O eclipse lunar é um fenômeno astronômico que ocorre toda vez que a Terra fica entre o Sol e a Lua, exatamente na linha de intersecção de sua órbita com a da Lua, a chamada “linha dos nodos”, e sempre que a Lua está na fase cheia.

Quando isso ocorre, a Lua entra na chamada zona de “umbra”, ou sombra, ou “penumbra” da Terra e fica totalmente ou parcialmente invisível durante alguns minutos.

Michael Monteiro Matos, professor de física, é um dos idealizadores do projeto AstroFred, que leva os alunos a conhecer e estudar a astronomia. Ele já fez o curso Stem, na Universidade de São Paulo (USP), em fevereiro do ano passado, e incentiva os alunos a observarem o espaço.

Michael conta que acompanhou todas as fases do fenômeno. “Conseguimos registrar com fotos do início até o final do eclipse, observando cada uma das etapas pela qual a Lua passava. A escola criou o Clube da Astronomia-Astro Fred, com a finalidade de despertar o interesse dos alunos pelas ciências. É uma forma de mostrar que não é difícil estudar física e química e que por meio da astronomia é possível envolver outras disciplinas como história", explicou Michael.

A escola Frederico, com o Programa Ensino Médio Inovador (Proemi), adquiriu dois telescópios e uma Luneta para o Clube de Astronomia, foi com esses aparelhos que a equipe conseguiu fotografar e fazer as observações dos movimentos da Lua, Terra e outros planetas.

Segundo Luan Crispim de Andrade, professor e componente do projeto, a observação real foi muito interessante. “Observamos o fenômeno desde o início, ficamos até por volta das 4 horas da manhã, que foi quando apareceram os planetas Júpiter e Vênus lado a lado que fizeram parte do fenômeno. Com esse grupo, que envolve alunos e professores, a gente acompanha os eventos dos astros sempre juntos”, destacou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Auxílio Emergencial

Em dois meses, 107 milhões de brasileiros pediram auxílio emergencial

Cerca de 100 mil pessoas se cadastraram de ontem para hoje

Pandemia

Tocantins confirma 228 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 4.698 casos no total, destes, 1.734 pacientes estão recuperados, 2.882 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 82 pacientes foram a óbito.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira