Thursday, 18 de July de 2019

ESTADO


Prisão

Justiça Federal no Tocantins condena sequestradores

03 Jul 2008

Medida é resultado de denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal no Tocantins em novembro de 2006.

A Justiça Federal do Tocantins condenou os réus Rafael Rabelo Júnior e Marcelo Bruno Pereira Mazaferro a nove anos de reclusão, em regime incialmente fechado, pelo sequestro de familiares de Célio Mendes da Silva, ocorrido na cidade de Colinas em abril de 2003. Os criminosos chegaram a obter o resgate para que as vítimas fossem libertadas com vida.

A ação criminosa teve início na residência de Célio, então gerente da Caixa Econômica Federal em Colinas, durante o horário de almoço, quando os bandidos invadiram a casa e sob ameaça de armas de fogo e granadas, renderam o gerente, sua esposa e seus dois filhos. Célio foi obrigado a ir até a agência da CEF, acompanhado de Bruno, que deveria ser apresentado como empresário até que estivessem dentro da agência, quando foi anunciado o assalto. Os familiares de Célio só seriam libertados com vida se as condições impostas fossem cumpridas e o dinheiro do cofre entregue.

O cofre foi aberto por programação dos gerentes, e todo o dinheiro guardado foi retirado em um total de aproximadamente 15 mil reais. Após diversas ameaças, a família de Célio foi libertada por volta de 15 horas.

Entre outros aspectos, foi considerado na sentença a comprovada culpabilidade dos réus e a personalidade voltada para a prática de delitos, os motivos egoísticos do crime e a exposição de inocentes a risco de morte, além das consequências relativamente graves do crime, já que não houve ressarcimento do prejuízo. Rafael  respondeu em interrogatório, quando questionado sobre seus meios de vida, que era assaltante de banco.

COMPARTILHE:


Confira também:


Alphaville

MPTO atua e empresas são obrigadas a adequar sistema de iluminação de condomínio de Palmas

A sentença que estipula a adequação no sistema de iluminação do condomínio foi proferida pelo juiz Pedro Nelson de Miranda Coutinho, da 3ª Vara Cível de Palmas.

IML

Em apenas 5h, peritos do IML do Tocantins identificam cadáver carbonizado pela arcada dentária

Procedimento realizado na capital identificou corpo de vítima de incêndio na região Sudeste do Tocantins a partir do confronto entre arcada dentária e prontuário odontológico.


TJTO

Juíza determina que o Estado e o município de Palmeirópolis forneçam, em 10 dias, remédio contra hanseníase a paciente

O descumprimento da sentença acarretará em multa diária de R$ 1mil (individualizada em R$ 500,00 para cada uma das partes requeridas - Estado e o Município) e limitada a R$ 30mil


Formação

Unitins traz Viviane Mosé para evento de qualificação de professores

Professora há mais de 30 anos, a palestrante é reconhecida nacionalmente pela atuação na área educacional


Luto

Morre a Auditora Fiscal Elizabeth Leda, aos 73 anos


Norte do TO

Polícia Civil prende mais um suspeito de participar de homicídio de adolescente em Araguaína


Cidades criativas

Quatro cidades do Brasil concorrem a títulos na Unesco


Grupo Record

Portal R7 ganha novas cores em ação dia e noite da Benegrip


Tocantins

Grupos de Ajuda Mútua dão apoio a dependentes químicos e familiares durante e após recuperação


Reforma

Damaso vota por regra de transição diferenciada para professores e policiais



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira