Saturday, 29 de February de 2020

ESTADO


Saúde

Médico da rede pública é cedido para outro Estado e deixa população desassistida no norte do Estado

13 Aug 2018

A cessão de um otorrinolaringologista da rede estadual de saúde para o Estado do Maranhão motivou o ajuizamento de Ação Civil Pública (ACP), no último dia 09, contra o Governo do Estado e contra o próprio profissional, o médico Pedro Serafim de Sousa Neto. O médico atuava no Hospital Regional de Augustinópolis e a cessão dele ocasionou desassistência da população, vez que a unidade de saúde é referência no Bico do Papagaio. O Ministério Público Estadual (MPE) alega negligência e pede que Estado anule portaria de cessão.


O Hospital Regional de Augustinópolis é responsável pela cobertura do SUS na macrorregião do Bico do Papagaio, onde residem 200 mil pessoas, distribuídas em 24 municípios, porém mesmo diante da alta demanda e da carência de profissionais em diversas especialidades, o Estado do Tocantins deixou a unidade hospitalar sem cobertura na área de otorrinolaringologia. O MPE apurou que a cessão do médico aconteceu sem anuência ou consulta prévia à direção do referido hospital, sendo o procedimento realizado diretamente pela Casa Civil do Estado do Tocantins.


Destaca-se, na ACP, que primeira cessão aconteceu entre os anos de 2016 e 2017, tendo sido renovada de 2017 a 2018. “Os pacientes da rede pública não dispõem desse atendimento há quase dois anos no Hospital Regional de Augustinópolis, uma vez que o profissional foi cedido, mesmo sabendo-se que era o único médico otorrinolaringologista desta Unidade de Saúde”, afirmou o Promotor de Justiça Paulo Sérgio Ferreira de Almeida.


Na ação, o MPE requer a concessão de medida liminar, para que o Estado do Tocantins seja obrigado, no prazo máximo de 30 dias, a anular a portaria de cessão de Pedro Serafim, com seu retorno imediato ao quadro do Hospital Regional de Augustinópolis para prestação adequada, contínua, ininterrupta, eficiente e segura dos serviços de saúde na Unidade. Em caso de descumprimento, requer a aplicação de multa diária no valor de R$ 5 mil. (Denise Soares)

COMPARTILHE:


Confira também:


Fish’n Strategy

Tocantins lidera o ranking de locais mais procurados para prática de pesca esportiva

Pesquisa realizada pela Fish’n Strategy aponta que pousada localizada em Peixe foi a mais lembrada no ano de 2019

Economia

Intenção de Consumo das Famílias de Palmas volta a subir

Mais especificamente sobre o consumo, a maioria das famílias disseram que estão comprando menos atualmente (48,5%) e apenas 28,2% acreditam que o consumo nos próximos meses será maior que no mesmo período do ano passado.



ALETO

Assembleia realiza semana da mulher com programação especial voltada para elas

Na terça-feira, 03, também está prevista uma sessão solene em homenagem as mulheres, às 09 horas, no plenário da Casa. Na data serão entregues diplomas a personalidades femininas.


Seciju

Representantes das forças de segurança do Estado participam de reunião de alinhamento entre as equipes

O encontro foi realizado na manhã desta quinta-feira,27, na Seciju, e teve como objetivo planejar ações para o trabalho coletivo entre as forças


Sul

Governo assina termo de cooperação com prefeituras que vai beneficiar abrigo em Gurupi

O Abrigo Renascer recebe crianças e adolescentes que necessitam de atenção especial, em Gurupi e outros 12 municípios


Palmas

Grupo Sabin desenvolve teste para detectar o novo coronavírus


Segurança

Operações deflagradas pela Polícia Civil contribuem para redução da criminalidade no Tocantins


Opinião

Final de uma semana que nem começou


Decisão

Justiça define que Incra não pode desistir de ação e desapropria Fazenda Vera Cruz, no TO


Oportunidade

IEL Tocantins seleciona estagiários para o Ministério Público


ATS

Obras de extensão de rede são entregues em Palmeirante



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira