Wednesday, 20 de March de 2019

ESTADO


Saúde

Monitoramento da saúde nas Unidades prisionais do Estado

24 Aug 2018    17:42

A Secretaria da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Diretoria de Políticas e Projetos de Educação para o Sistema Prisional, elaborou um cronograma de monitoramento da saúde nas unidades prisionais que foi iniciado no mês de julho e tem realizado avaliações multiprofissionais, que visam identificar a situação de saúde dos reeducandos e dos estabelecimentos prisionais do estado. A equipe é formada por duas psicólogas e um médico.

O monitoramento consiste em avaliar as demandas de cada unidade prisional, fazendo análise da situação de saúde, de doenças, de agravos e renovando receitas. O monitoramento está sendo feito por região com a finalidade de compreender as características e problemas de cada região do Estado.

O atendimento feito pela equipe é baseado no roteiro de avaliação específico de cada unidade prisional. “A realização das ações de saúde são fundamentais para elaborarmos um plano de trabalho para buscar soluções dos agravos de saúde dentro das unidades prisionais, pois o ambiente prisional gera situações de vulnerabilidade entre os apenados”, afirmou Kallynka Souza, analista de psicologia da Seciju.

Unidades monitoradas

Até agora foram analisadas as unidades de Cadeia Publica de Miracema (CMP), Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional (CPPP) e Unidade Prisional Feminina (UPF) de Palmas. Foi verificado, que de modo geral, há a ocorrência de Doenças Crônicas Não Transmissíveis, como hipertensão e diabetes. Há casos de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST's), como HIV e sífilis. Percebeu-se um alto índice de utilização de medicamentos psicotrópicos (tranquilizantes e sedativos), com as diversas indicações.

COMPARTILHE:


Confira também:


Redução

Aneel diz que pagamento de empréstimos reduzirá tarifa de energia

A quitação antecipada vai gerar economia de R$ 8,4 bi para consumidor

Transplantes de Córneas

Estado realizou 128 transplantes de córnea por intermédio e captação do Banco de Olhos

Oftalmologista, responsável técnica do BOTO, Doutora Núbia Maia aconselha o diálogo familiar sobre a doação de órgão para sanar a dúvida da família.


Crime

Corte estético de cauda e orelha de animais é crime ambiental

Além disso, os cães de cauda comprida possuem essa estrutura anatômica como contrapeso em corridas. “O corte acaba interferindo no equilíbrio natural do animal”, afirma.


Lançamento

Campanha da Fraternidade 2019 é lançada na Câmara Municipal

Durante sessão solene de quarta feira, 20, o Arcebispo Metropolitano Dom Pedro Brito Guimarães lançou a Campanha da Fraternidade 2019, na Câmara Municipal.


Balanço

ICMS Ecológico encerra prazo com adesão de 136 municípios


Energisa ouve clientes em audiência pública sobre projetos de eficiência energética


Palmas

Estudantes da UFT vencem 1º Prêmio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Tocantins


18 de março

Dia da Autonomia homenageia luta de antepassados pela emancipação do norte de Goiás


Norte

Saúde negocia com profissionais para iniciar serviço de radioterapia em Araguaína


Boa forma

Diva Fitness choca seguidores nas redes sociais com foto de seu antes e depois



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira