Palmas, 18/10/2017

Estado

Queimadas

Tocantins e União assinam termo de cooperação técnica de combate às queimadas

  • Termo foi assinado pela governadora em exercício, Claudia lelis, e o ministro interino do Meio Ambiente, Marcelo Cruz, em viagem ao Estado

Tocantins e União assinam termo de cooperação técnica de combate às queimadas



Cláudio Paixão/Governo do Tocantins
 
As ações da Força-Tarefa de sensibilização contra queimadas e incêndios florestais, e contra os malefícios causados ao meio ambiente e à saúde humana, chegaram à região do Jalapão nesta terça-feira, 19. Na ocasião, a governadora em exercício Claudia Lelis e o ministro interino do Meio Ambiente, Marcelo Cruz, deram início às atividades da Força-Tarefa no município de Ponte Alta do Tocantins, onde assinaram um termo de cooperação técnica entre o Estado e a União.
 
O ministro interino do Meio Ambiente, Marcelo Cruz, garantiu total apoio para as ações do Governo do Estado. "Falar de uma ação integrada é extremamente necessário. No sobrevoo que fizemos vimos o tamanho dos estragos provocados pelas queimadas no Estado. E o Ministério do Meio Ambiente está à disposição para dar todo o apoio que será preciso para revertermos o atual quadro do Estado. Vamos apoiar com aeronaves, carros e o conhecimento que temos", afirmou.
 
O município de Ponte Alta está há 127 dias sem chuva. Assim com o tempo seco, baixa umidade, além de vento e da ação do homem, essa estiagem contribui com os altos índices de incêndios. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas (Inpe), somente no mês de setembro, o Tocantins já soma metade do número das queimadas registradas nos demais meses de 2017.
 
A governadora em exercício, Claudia Lelis, explicou a importância do Termo de Cooperação Técnica assinado entre o Governo do Estado e o Governo Federal. "O Tocantins tem suas ações, assim como o Governo Federal. O que muda, agora, com a assinatura do acordo de cooperação técnica é que vamos desenvolver nossas ações em conjunto. Hoje, é um marco para os resultados que queremos alcançar na sensibilização da população e no combate às queimadas", explicou.
 
Força-Tarefa
 
A força-tarefa contempla oito municípios do Tocantins: Novo Acordo, Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão, Pium, Ponte Alta do Tocantins, Lizarda, São Félix do Tocantins e Mateiros. Dessas cidades, Novo Acordo, Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia já receberam as ações da Força-Tarefa, sendo incluído ainda a capital Palmas. Entre os critérios para a escolha das cidades estão os números de focos de incêndio e a proteção dos parques estaduais.
 
Parceiros
 
Os órgãos estaduais que se uniram para atuar na força-tarefa e atingir o maior número de pessoas são: Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh); Corpo de Bombeiros do Tocantins, por meio da Defesa Civil Estadual; Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins); Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA); Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins); Agência de Defesa Agropecuária (Adapec); Instituto de Terras do Tocantins (Itertins) e a Secretaria de Estado da Segurança Pública, por meio da Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), além do apoio do Exército Brasileiro e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama).
 
A secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luzimeire Carreira, destacou que os altos índices de queimadas no Tocantins exigem uma atenção especial. "A união e o esforço coletivo que estão sendo aplicados em nosso Estado garantem que as ações de prevenção e combate às queimadas tenham um resultado efetivo. E agora, essas ações chegam à região do Jalapão", ressaltou.
 
O prefeito de Ponte Alta do Tocantins, Kleber Rodrigues de Sousa, também destacou a importância do trabalho integrado no combate às queimadas. "Aqui é o portal do Jalapão e nós precisamos dessa união para garantir que as belezas naturais dessa região sejam preservadas. Mas, para isso, precisamos conscientizar e sensibilizar a nossa população", frisou.
 
O presidente substituto do Ibama, Luciano Evaristo, destacou que o Tocantins foi o primeiro estado da Amazônia Legal a buscar o apoio do governo federal para trabalhar junto. "Lá de Brasília, vamos fazer de tudo para melhorar a qualidade de vida da população e diminuir essa fumaceira que tem tomado conta do céu do Estado", concluiu.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus