Tuesday, 27 de October de 2020

ESTADO


Educação

Um quarto dos professores brasileiros tem menos de 30 anos, aponta pesquisa

18 Jun 2009

Ao contrário do panorama entre os docentes de outros países, a maioria dos professores do Brasil é jovem. É o que aponta a pesquisa Teaching and Learning International Survey (Talis), realizada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em 24 países. Na maioria dos países, o estudo aponta que a força de trabalho das escolas está envelhecendo. Já no Brasil, só 12% dos docentes têm mais de 50 anos. De acordo com a pesquisa, quase um quarto dos professores têm menos de 30 anos.

O principal objetivo do estudo é levantar dados sobre o ambiente de aprendizagem e as condições de trabalho que as escolas oferecem aos seus profissionais. Para a secretária de educação básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Lacerda, é positivo o fato de 22% dos docentes ter menos de 30 anos. “Atrair novos talentos para a carreira é importante. O próximo passo é garantir que ele tenha um bom plano de carreira, salários adequados e boas condições para que ele permaneça na profissão até se aposentar”, avaliou.

Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Franklin Leão, o percentual de jovens no magistério ainda é baixo. Ele acredita também que muitos professores com mais de 50 anos abandonam a carreira. "O professor ingressa na carreira jovem, aos 20 e poucos anos, mas depois de dez anos não vê perspectivas de um futuro melhor e vai procurar outras carreiras que ofereçam ganhos salariais melhores”, aponta.

Outra questão em que o Brasil difere dos outros países participantes da pesquisa é no que diz respeito a cargos diretivos nas escolas. Aqui, as mulheres ocupam a maioria dos postos de direção (76%) das unidades escolares, enquanto no resto do mundo a função é majoritariamente dos homens.

A pesquisa detecta que as escolas brasileiras têm pouca autonomia de gestão. Os resultados globais apontam que 75% dos professores trabalham em unidades escolares em que os diretores têm pouca autonomia em relação ao salário dos professores, mas essa independência aumenta em relação a contratações e demissões de pessoal, além de gestão de recursos. Mas no Brasil, cerca de 25% dos docentes estão em escolas em que a direção tem autonomia para gerir pessoas.

Pilar explica que esse resultado é reflexo da forma como o sistema escolar se organiza no país. As secretarias de educação são as responsáveis por administrar o sistema público e as unidades são organizadas em redes. Na avaliação da secretária, o modelo fortalece as escolas, sem prejuízo para a qualidade da educação. "A escola precisa ter a autonomia resguardada no que diz respeito à definição do seu projeto pedagógico e ao relacionamento com a comunidade.”

 

O levantamento entrevistou diretores e professores em cerca de 200 escolas de cada país. Além do Brasil, participaram do estudo Austrália, Áustria, Bélgica, Bulgária, Dinamarca, Eslovênia, Estônia, Holanda, Hungria, Islândia, Irlanda, Itália, Coreia, Lituânia, Malta, Malásia, México, Noruega, Polônia, Portugal e Turquia.

COMPARTILHE:


Confira também:


Covid-19

Tocantins registra 47 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins contabiliza 229.676 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 74.229 casos confirmados. Destes, 61.832 pacientes estão recuperados, 11.313 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 1.084 pacientes foram a óbito.



Eleições 2020

Na Acipa, Prefeita Cinthia fala sobre justiça fiscal e a importância do diálogo entre poder público e entidades representativas

Cinthia afirma que a modernização fiscal é uma meta a ser perseguida no curto prazo, e que está em fase de contratação, junto ao BNDES, de recurso do Plano de Modernização da Administração Tributária, o PMAT.


Eleições 2020

Em Palmas, deputada Luana Ribeiro declara apoio à candidatura de Vanda Monteiro

Fico muito feliz em contar com seu apoio aqui na capital, pois soma conosco uma deputada muito atuante, além de determinada”, destacou.


Eleições 2020

Justiça Eleitoral manda Amastha remover fake news contra Cinthia

A decisão liminar ainda fixa multa de R$ 5 mil ao Amastha caso não cumpra a decisão judicial, que determina a imediata suspensão da propaganda eleitoral irregular.


Aureny III

Andrino assumiu o compromisso de revitalizar o asfalto das ruas e avenidas do local


Mulheres 77

Eli Borges diz que, se eleito, irá criar a Secretaria da Mulher


Região Sul

Se eleita, Cinthia garante que vai construir a tão sonhada rodoviária de Taquaralto


Arte

Instituto Isca beneficia mais de 300 pessoas com projeto de ação social em Araguaína


Oportunidade

Concurso para estudantes do ensino médio oferece premiação em dinheiro e viagem aos EUA


Palmas

Radares fixos da Avenida Teotônio Segurado são verificados pela Agência Estadual de Metrologia



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira