Wednesday, 20 de November de 2019

GERAL


Mobilização

Cinco mil pessoas foram às ruas nas manifestações da greve geral em Palmas, dizem organizadores

14 Jun 2019    22:52    alterado em 15/06 às 13:59
Cinco mil pessoas foram às ruas nas manifestações da greve geral em Palmas, dizem organizadores

Cerca de cinco mil pessoas, entre profissionais da educação pública, estudantes, representantes das centrais sindicais, movimentos sociais, estudantis e culturais juntos com diversas outras categorias profissionais foram as ruas nesta sexta-feira (14), protestar contra a reforma da previdência e contra os cortes na educação, em Palmas.

A manifestação começou às 8 horas, na Quadra 108 Norte, na Avenida JK, mas os manifestantes só tomaram as ruas em passeata por volta das nove e meia da manhã.

Faixas, cartazes, tambores, megafone e carros de som foram usados para chamar a atenção dos caminhantes e do comércio na avenida. Os protestos são principalmente contra a reforma da Previdência, considerada a medida mais truculenta do governo contra a classe trabalhadora e contra os mais pobres. Os cortes na educação também foram mencionados nas falas dos representantes dos servidores públicos federais da UFT e do IFTO, bem como do movimento estudantil. 

Para o presidente da CUT e do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), José Roque Santiago, a PEC da reforma é uma enganação contra a classe trabalhadora. “Não é reforma, é o fim da aposentadoria, por isso convocamos a classe trabalhadora, os profissionais da educação para juntos defendermos o direito da aposentadoria, que com essa proposta do governo vai acabar, precisamos lutar contra o fim da Previdência social”, disse José Roque.

Pauta estadual e municipal também foram cobradas

Além dos protestos contra o governo Bolsonaro, também houve protestos contra o governo estadual. Representantes dos servidores Públicos estaduais cobraram do governador, Mauro Carlesse o pagamento da data-base que está atrasada, e que até agora o governo tem ignorado discutir a pauta. Também teve cobrança na esfera municipal, onde servidores cobraram da prefeita Cintia Ribeiro o cumprimento dos planos de carreiras dos servidores públicos municipais.

Os representantes sindicais lembraram que é preciso cobrar dos parlamentares tocantinenses, deputados federais e senadores que se posicionem em favor do povo, da classe trabalhadora para que votem contra a reforma.

O ato encerrou por volta do meio dia nas proximidades do Palácio Araguaia.

Greve geral

O Sintet, atendendo a convocação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) convocou a categoria para aderir à greve geral da classe trabalhadora chamada pela CUT e outras centrais sindicais em todo o país.

No Tocantins, além de Palmas foram registradas manifestações da Greve Geral, com adesão da Educação nas cidades de Araguaína, Augustinópolis, Tocantinópolis, Sítio Novo, Buriti do Tocantins, Carrasco Bonito, Axixá, Novo Acordo, Peixe, Gurupi, Arraias, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Porto Nacional e Lavandeira. Nestas cidades houve paralisação total e parciais nas escolas.

Na Regional de Arraias, algumas escolas confirmaram adesão à Greve Geral, sendo: em Aurora do Tocantins - Ranulfa e Escola Municipal Marcolina; Colégio Estadual Lavandeira em Lavandeira; Colégio JBC, Escola Zulmira Magalhães - Canabrava e CMEB Livia Lorena, ambos em Arraias.

Em Palmas, até o fechamento da matéria foi identificado adesão à greve em aproximadamente quinze escolas.

Ato em Taquaralto
Ainda na agenda da greve geral, uma manifestação será realizada às dezessete horas, na Avenida Tocantins, em Taquaralto. A decisão de realizar um segundo ato na capital é devido ao grande fluxo do comércio no local.

As centrais sindicais CUT, Pública, CTB, Força sindical, UGT e CSP/Conlutas, com apoio da Frente Brasil Popular organizaram o ato em Palmas.

COMPARTILHE:


Confira também:


Hospital de Amor

Com apoio de voluntários da AL, unidade do Hospital do Amor de Palmas será entregue em 2020

A construção do Hospital do Amor em Palmas está orçada em R$ 120 milhões e contempla três unidades: de diagnóstico, tratamento e de prevenção e pesquisa.

Refis 2019

Refis 2019 já negociou R$ 96,6 milhões, mas débitos ainda podem ser regularizados até 30 de novembro

O secretário de Finanças, Rogério Ramos alerta para que os contribuintes fiquem atentos para não perderem a oportunidade de negociar seus débitos e ficarem em dias com os tributos municipais.



Segurança

Carlesse busca mais recursos para Segurança Pública em audiência com ministro Moro

Reunião ocorrida nesta quarta-feira, 20, no Ministério da Justiça e Segurança Pública, serviu também para apresentação do plano de investimentos dos recursos já assegurados


Vestibular Unitins

Estão abertas as inscrições para primeiro vestibular do novo Câmpus da Unitins em Paraíso

As inscrições são feitas exclusivamente pelo site da instituição www.unitins.br. As provas serão aplicadas no dia 19 de janeiro e as aulas já começarão em fevereiro, seguindo o calendário acadêmico dos outros câmpus já existentes, Palmas, Araguatins, Augus


Museu

Palacinho é reaberto e ex-governador Siqueira Campos homenageado

Obras de manutenção e reabertura foi fruto de parceria do Governo do Estado e do Grupo Amigos do Palacinho


Sarampo

Segunda etapa de vacinação contra o sarampo segue até dia 30 de novembro


Novembro Azul

Acreditar Tocantins: Pesquisa revela que 31% dos homens não têm o hábito de ir ao médico regularmente


Museu Histórico

Palacinho reabre com expografia e projeto museológico renovados


Estradas

Governo conclui obras de melhoria de estradas vicinais que ligam aldeias indígenas na região noroeste do estado


Bloqueio de Celulares

Celulares pré-pagos desatualizados são bloqueados hoje em 17 estados


Educação Superior

Unitins lança Vestibular com 120 vagas para novo Câmpus de Paraíso



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira