Friday, 30 de October de 2020

GERAL


Campo

Com suporte técnico do Ruraltins, propriedade alcança índices de 70% em reprodução bovina por inseminação artificial

14 Dec 2019
Com suporte técnico do Ruraltins, propriedade alcança índices de 70% em reprodução bovina por inseminação artificial

Com suporte técnico do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), por meio do Convênio de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para Médio Produtor, o pecuarista Osvaldo Salvalágio, 68 anos, da Fazenda Olho D´Agua, situada na região da Barra, município de Almas (TO), já contabiliza resultados de sua atividade, o acréscimo de 70% em reprodução por meio de inseminação artificial e ainda o melhoramento das crias.

O produtor conta que, a princípio, desenvolvia a piscicultura e arrendava boa parte da área de pastagem para outros pecuaristas. Até que, há cerca de dois anos, resolveu deixar de alugar os pastos e ele mesmo voltar a desenvolver a atividade da pecuária, que considerou ser mais rentável. Então investiu na compra de bezerros, colocando uma grande quantidade na propriedade para reprodução.

Foi neste momento que o Ruraltins entrou com o trabalho de assistência técnica e extensão rural desenvolvido pelo médico veterinário Ueslei Mazoni, do escritório local de Natividade. “Quando fomos à propriedade observamos que o produtor havia colocado muito bezerros na propriedade, esperando adquirir uma idade significativa para entrar em processo reprodutivo. Então entramos com o propósito de acelerar um pouco mais o desenvolvimento dessas bezerras e assim melhorar os índices reprodutivos dentro da propriedade, uma vez que o produtor estava praticamente sem nenhum tipo de receita”, explica o médico veterinário.

Com a pretensão de acelerar o processo reprodutivo das matrizes e, consequentemente, gerar renda ao produtor, o extensionista do Ruraltins explica que a primeira ação foi procurar garantir a alimentação dos animais na propriedade. “Começamos com o trabalho de melhorar a capacidade de pastagem recuperando algumas áreas, através do calcariamento e adubação, e também da vedação de pastagem, com isso tivemos um aumento e desenvolvimento de peso satisfatório no rebanho, acima do que esperávamos, e dessa forma foi possível dar início ao trabalho de reprodução”, ressalta.

A primeira rodada de inseminação artificial foi realizada no ano passado alcançando o índice em torno dos 70% de prenhez, ou seja, de gestação confirmada, por meio da inseminação artificial em tempo fixo (IAFT).

Com uma área total de 1.172 hectares e 280 hectares de pasto formado, a perspectiva para 2020 é chegar em 400 a 500 hectares de pasto, e assim aumentar a capacidade de reprodução, que atualmente conta com 320 cabeças, destes, 120 são bezerros. Para isso, o técnico conta que já abriram uma nova estação de monta da propriedade: “Há dois dias [quarta-feira] fizemos uma avaliação ginecológica dos animais e detectamos muitas fêmeas cheias [prenhas], as vazias nós já iniciamos o protocolo de inseminação IATF. Vamos entrar com uma nova remessa de aplicação de hormônio, e posteriormente  inseminação artificial nessas matrizes. Queremos aumentar de 10 a 20% os índices de gestação”, afirma.

Com grandes expectativas para o próximo ano, o pecuarista Osvaldo diz estar satisfeito com o trabalho técnico do Ruraltins por meio do acompanhamento do médico veterinário. “Estou gostando muito de receber esse acompanhamento do Uesley, até porque, por mais que a gente tenha o entendimento de criação do gado, falta ainda o conhecimento técnico, que é a parte dele, principalmente nessa questão da inseminação, que tem garantido uma produção mais rápida, com mais prenhez, e ainda crias melhoradas no meu rebanho”,  afirma o produtor.

Ater para Médio

Desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio do Ruraltins, em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Ater para Médio foi firmado em 2017 com o objetivo contribuir com o desenvolvimento econômico e social dos médios produtores rurais do Tocantins.

Com recursos na ordem de R$ 861.639,32, o convênio foi aditivado e segue até 30 de dezembro de 2020, contemplando três categorias, sendo a pecuária de corte e misto, as culturas anuais e fruticultura.

Para o início dos trabalhos, 84 extensionistas foram capacitados na plataforma digital MAIS ATER visando atender os 44 municípios contemplados pelo projeto.

COMPARTILHE:


Confira também:


Eleições 2020

Otoniel participa de debate realizado por acadêmicos da UFT nesta sexta-feira

Segundo os organizadores, o objetivo é oportunizar aos postulantes ao Paço municipal um espaço democrático para o debate de ideias e propostas para áreas fundamentais, como moradia, saúde, educação, geração de empregos e renda entre outras.


Campo

Governo trabalha na implantação de Unidade de Pesquisa e Extensão Rural do Tocantins

Unidade ocupará área de 28 ha, com a instalação de mais de 20 projetos de pesquisas voltado aos produtores rurais para replicação em suas propriedades


Meio Ambiente

Vice-governador Wanderlei Barbosa reforça compromisso do Tocantins com a preservação de seus biomas

As ações foram destacadas no I Encontro Internacional de Governadores pelo Clima


Meio Ambiente

Naturatins autua BRK Ambiental em mais de 8 milhões de reais por poluição ambiental


Região Central

Em Lajeado, Polícia Civil prende em flagrante suspeitos de roubo e estupro


22º BI

22º Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro comemora 25 anos de criação


Aleto

CCJ da Assembleia Legislativa analisa projetos para pandemia


Aleto

Projeto de Lei do deputado Valdemar Júnior cria Semana Estadual de Conscientização, proteção e orientação sobre a Síndrome de Rett


GT

Grupo de Trabalho-Terminais debate projeto de Concessão dos Terminais Rodoviários do Estado



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira