Tuesday, 22 de October de 2019

GERAL


Sindepol

Eleições 2018: Delegados da Polícia Civil tomarão medidas rigorosas para combater crimes eleitorais

01 Mar 2018    15:53
Eleições 2018: Delegados da Polícia Civil tomarão medidas rigorosas para combater crimes eleitorais

Com o objetivo de atuar com maior eficiência e eficácia contra crimes eleitorais e o abuso do poder econômico nas Eleições de 2018, os delegados do Tocantins estão elaborando uma série de estratégias para garantir eleições mais limpas neste ano. A decisão foi tomada na última segunda-feira durante a Assembleia Geral do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Tocantins (Sindepol/TO).

De acordo com dados extraídos do Sistema de Acompanhamento de Documentos e Processos (SADP) há 523 processos envolvendo crimes eleitorais que ainda estão em análise referentes às eleições de 2014 e 2016. Já nas Eleições de 2004 e 2009 o Tocantins teve o maior número de casos de crimes eleitorais, foram 841. Na lista de crimes estão: compra de votos, uso de título de eleitor falso, boca de urna e transporte ilegal de eleitores no dia da votação.

O presidente do Sindepol/TO, delegado Mozart Felix, comenta que os dados representam uma necessidade de se realizar essas medidas estratégicas, para combater a corrupção nas eleições. “Os dados mostram que precisamos tomar medidas para levar a julgamento todos que insistirem em cometer crimes eleitorais, fica claro a existência de diversas práticas que precisam ser combatidas para que as eleições neste ano sejam as mais limpas da história de nosso Estado, o aumento no efetivo de Delegados no interior permitirá maior rigor em nossas ações”. Afirma Mozart Felix.

A primeira medida a ser tomada será a realização de um seminário voltado à especialização dos Delegados de Polícia Civil do Tocantins, onde serão debatidos temas voltados ao combate de práticas eleitorais criminosas. Também será elaborada uma cartilha explicativa para esclarecimento da sociedade sobre esses crimes e como combatê-los.

No processo eleitoral, em virtude do baixo efetivo da Polícia Federal no Tocantins a Polícia Civil também atua na repressão aos crimes mediante termo de cooperação. 

Principais Crimes Eleitorais

De acordo com a cartilha do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) os principais crimes eleitorais são: fornecimento de alimentação e transporte de eleitores; boca de urna e divulgação de propaganda no dia da eleição; reunião de eleitores em um determinado local com o escopo de impedir, embaraçar ou fraudar o exercício do voto; corrupção eleitoral; calúnia, difamação e injúria na propaganda eleitoral; desobediência, ou seja, o descumprimento doloso das determinações emanadas da justiça eleitoral; falsidade ideológica e desordem.

Abuso do poder econômico


O Glossário Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) descreve o abuso do poder econômico como um crime, onde um candidato, partido ou coligação utiliza recursos financeiros ou patrimoniais de forma excessiva para se beneficiar, afligindo a normalidade e a legitimidade do pleito.

Investigações

A Polícia Civil é uma polícia de Estado e não uma polícia de governo, dessa forma o  compromisso do Delegado é com o total cumprimento das Leis por todo e qualquer cidadão. Não havendo distinção entre partidos, coligações, candidatos ou governantes já eleitos.

Prova disso são as recentes operações deflagradas pela Polícia Civil, tais como: “Jogo Limpo” e “Espectro” que tiveram como objetivo ao combate à corrupção na administração pública, respectivamente na Fundação de Lazer e Esportes de Palmas (Fundesportes) e na Assembleia Legislativa (AL). Em ambas dentre os crimes praticados estava a lavagem de dinheiro. Os delegados pretendem atuar rigorosamente para desmontar esquemas de corrupção já instalados em órgãos do interior e da capital bem como para garantir a completa lisura das eleições deste ano.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Governador destaca mineração como fator de desenvolvimento econômico e geração de empregos

Declaração do Chefe do Executivo ocorreu durante leilão da jazida de minério de Palmeirópolis, nesta segunda-feira, 21, no Rio de Janeiro. Expectativa é que dois mil empregos sejam gerados com a instalação no empreendimento

Economia

Comércio puxa recuperação na oferta de vagas de emprego no estado

Ainda sobre o Caged, setembro mostra que Araguaína foi a cidade com maior variação negativa (-139 vagas) e Porto Nacional com variação positiva (167 vagas). A capital Palmas registrou uma variação de – 42 vagas.



Cooperação Técnica

Governo assina termo de Cooperação Técnica com instituições públicas e privadas para execução de ações de pesquisa e extensão agropecuária

Termo estabelece condições para o bom andamento dos trabalhos propostos na área do Centro Agrotecnológico de Palmas


Outubro Rosa

Resolve Palmas promove palestra sobre prevenção ao câncer de mama

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no Brasil e depois do câncer de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29%


Legislativo Municipal

Câmara de Palmas funcionará em novo endereço a partir de 2020

A estrutura da 104 Norte tem área total edificada de 5.065,55 metros quadrados, contra os 4.300 m² do prédio atual, localizado na Teotônio Segurado.


Saúde Animal

Seu Pet pode ser um doador de sangue


GOTE

Suspeito de cometer crime de coação é preso pela Polícia Civil no Norte do Estado


Educação superior

Universidade Estadual prorroga inscrições para Vestibular 2020/1 até 7 de novembro


Porto Cereais

Governo do Estado avalia concessão de benefícios fiscais para empresa que exporta feijão para China e Índia


AL

Presidente da ATS deve ser convidado a prestar esclarecimentos


TJTO

“Tudo funciona melhor quando nos colocamos na posição de ouvinte”, destaca o presidente do TJ ao abrir seminário



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira