Palmas, 22/01/2018

Geral

Enem PPL

Enem para pessoas privadas de liberdade acontecerá nos próximos dias 12 e 13

  • Um total de 266 detentos inscritos em 29 unidades prisionais, e 21 adolescentes cumpridores de medidas socioeducativas em três unidades do estado realizarão as provas

Miller Freitas

Enem para pessoas privadas de liberdade acontecerá nos próximos dias 12 e 13



Thaíse Marques – Governo do Tocantins

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL-2017) no Tocantins serão realizadas nas próximas terça e quarta-feira, 12 e 13 dezembro, das 9 às 18 horas, nas unidades prisionais e socioeducativas pelos órgãos competentes. Um total de 266 detentos inscritos em 29 unidades prisionais, e 21 adolescentes cumpridores de medidas socioeducativas em três unidades do estado realizarão as provas.

As provas serão aplicadas dentro das próprias unidades, por equipes do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão que executa o Enem PPL, com apoio dos servidores das secretarias de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) e da Educação, Juventude e Esportes (Seduc).

Durante o mês de novembro e ainda esta semana, as unidades prisionais e socioeducativas reforçaram a preparação dos inscritos, inclusive com intensivões, para garantir o bom resultado nas provas. Em 2016, os exames envolveram 350 detentos e dez socioeducandos realizaram as provas.

Enem PLL

O Enem PPL tem como finalidade principal a Avaliação do Desempenho Escolar e Acadêmico ao fim do Ensino Médio. O exame será constituído de uma redação em língua portuguesa e de quatro provas objetivas, contendo cada uma 45 questões de múltipla escolha. 

No primeiro dia de aplicação do exame serão realizadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias. No segundo dia de aplicação serão realizadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. 

Os resultados do Enem 2017 PPL deverão ainda possibilitar utilização dos resultados individuais como mecanismo para continuidade de sua formação e a sua inserção no mercado de trabalho, a criação de referência nacional para o aperfeiçoamento dos currículos do ensino médio e para acesso à educação superior.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus