Thursday, 23 de May de 2019

GERAL


Crime

Energisa autua mais de 7 mil ‘gatos’ na rede de energia no Tocantins em 2018

11 Jan 2019    16:47    alterado em 11/01 às 16:47
Energisa autua mais de 7 mil ‘gatos’ na rede de energia no Tocantins em 2018

Manipular o medidor de energia para não pagar a conta de luz é crime e pode provocar acidentes fatais. Os desvios e gambiarras realizados para fazer o furto de energia colocam em risco não só quem faz o ‘gato’, mas também vizinhos de onde estão localizadas. Isso porque a energia utilizada naquele local deixa de passar pelo sistema de proteção podendo causar acidentes a partir de curtos-circuitos e até incêndios. O ‘gato’ também compromete a qualidade do fornecimento de energia, pois rouba a energia dos clientes que pagam a conta regularmente, causando oscilações e até falta de energia.

Em 2018, o total da energia furtada no Estado é suficiente para atender por um ano o consumo de 35.927 casas. Número próximo a soma do consumo de energia dos municípios de Porto Nacional e Paraíso do Tocantins. Foram 7.284 casos identificados e autuados como furto de energia, em todo o Tocantins. O trabalho de fiscalização faz parte da rotina da concessionária e segue acontecendo em todo o Estado e fechou o ano passado com 46.794 inspeções feitas em campo.

Desde que assumiu a concessão da distribuição de energia no Tocantins, em 2015, a Energisa ampliou os investimentos em tecnologias para tornar o combate ao furto de energia mais assertivo e eficiente.  “Contamos com um sistema de inteligência que monitora em tempo real o perfil de consumo de cada cliente. Com a análise dessas informações, conseguimos identificar quais os locais suspeitos de furto de energia e enviar equipes em campo para apurar se há de fato uma fraude”, explica Helier. Em média, são identificadas 700 irregularidades por mês.

Para combater essa prática e prevenir situações de riscos para a população, a Energisa, em parceria com a Polícia Civil, vem intensificando suas ações de fiscalização. Helier Fioravante, gerente de Combate a Perdas da Energisa, destaca a preocupação com a segurança. “A nossa maior prioridade é a segurança dos nossos clientes e combatendo essa prática, estamos cuidando para que não haja acidentes, melhorando a qualidade da energia que ele recebe em casa e ainda, reduz o impacto deste prejuízo na conta de luz nas revisões tarifárias.”

Nos primeiros dias deste ano, o dono de um bar no Centro de Palmas foi preso em flagrante após as equipes da Energisa e da polícia técnica constatarem um ‘gato’ em seu estabelecimento, na quadra 204 Sul.

Crime
O furto de energia e as fraudes no relógio medidor são crimes previstos no Código Penal, no Artigo 155. Além disso, podem causar acidentes fatais, interromper a continuidade do serviço aos consumidores, prejudicar a qualidade da distribuição de energia e impactar diretamente na tarifa a ser paga. “Parte do valor da energia furtada é dividida entre todos os outros clientes. Quando alguém furta energia está prejudicando toda vizinhança”, explica Helier.

Para ajudar a combater esses crimes é só denunciar pelo telefone 0800 721 3330 ou por meio do aplicativo Energisa ON, disponível gratuitamente na loja virtual para as versões IOS, Android e Windows Phone.
 
Canais de atendimento ao cliente:
• Aplicativo para celular Energisa On (disponível para iOS, Android e Windows Phone)
• www.energisa.com.br
• www.facebook.com/energisa
• Agências de atendimento presencial
• Ouvidoria – 0800 646 1196

COMPARTILHE:


Confira também:


Investimento

Em São Paulo, governador Carlesse prospecta investimentos em logística, energia solar e indústrias

Também foi discutida possibilidade de instalação de uma montadora de aviões leves em Gurupi

Sisu

Estudantes podem consultar vagas do Sisu

Podem participar do Sisu os estudantes que fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 e obtiveram nota na redação acima de zero.


CPI do PreviPalmas

Max Fleury é ouvido na CPI do PreviPalmas

O ex-presidente do PreviPalmas estava no comando quando o instituto fez um investimento na ordem de R$ 30 milhões no Cais Mauá, como também, aplicou R$ 20 milhões no Fundo Tercon.


Fenelon Barbosa

Primeiro prefeito acredita que Palmas será uma das maiores e melhores cidades do Brasil

Ex-prefeito de Palmas conta a história da luta pela criação e construção da mais nova capital do país


Homenageados

Carlesse e vice-governador Wanderlei Barbosa são homenageados em sessão pelos 30 anos de Palmas


Taguatinga

Polícia Civil prende suspeito de estupro de vulnerável no sudeste do Estado


Mandado de prisão

Condenado por roubo é preso pela Polícia Civil em Palmas


Palmas 30 anos

Em entrevista exclusiva, Siqueira Campos diz que Palmas integrou e fortaleceu a economia do Tocantins


Norte do TO

BRK Ambiental leva teatro sobre preservação para mais de 30 escolas do Bico do Papagaio


FORJEF

I Fórum Interinstitucional dos Juizados Especiais Federais do Tocantins termina com balanço positivo



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira