Tuesday, 19 de November de 2019

GERAL


Serviço

Entidades ligadas à Esclerose Múltipla levam informações à população

05 Aug 2010

Cerca de 15 pessoas em cada 100 mil no Brasil são portadoras de esclerose múltipla -- doença caracterizada por um distúrbio neurológico que traz impactos diretos sobre a qualidade de vida do paciente, incluindo fraqueza, dormência ou formigamento dos membros, além de problemas visuais e cognitivos. Por ser uma doença de difícil diagnóstico, boa parte da população ainda não tem conhecimento sobre suas características e a importância do tratamento adequado.

É com o objetivo de conscientizar a população sobre essa doença que cerca de 20 associações e entidades formadas por portadores da doença em todo o País, com o apoio da FEBRAPEM e da Merck Serono, divisão da Merck, estão desenvolvendo uma série de ações durante o mês de agosto. “Queremos aproveitar o Dia Nacional de Conscientização sobre a esclerose múltipla, instituído em 2006 como dia 30 de agosto, para levar informações para o público leigo sobre a doença, esclarecendo como ela se manifesta, seus sintomas, a importância do diagnóstico precoce e as principais formas de tratamento”, afirma Wilson Gomiero, presidente da FEBRAPEM.
 
De acordo com  Gomiero, a data foi criada com o intuito de  divulgar melhor a patologia e assim conseguir diagnosticar mais pacientes precocemente. “É importante conscientizar a população e os profissionais de saúde, pois o diagnóstico é adquirido principalmente a partir de informações clínicas, com base nos sintomas que os pacientes relatam para os médicos”,  afirma.

Com o aumento no número de pessoas que recebem o diagnóstico de   esclerose múltipla, os dados estatísticos de sua prevalência estão aumentando. Até recentemente, muitos casos ficavam ‘subdiagnosticados’, por desconhecimento da doença. “O  acesso às informações permite que um maior número de pacientes seja diagnosticado precocemente e, como resultado, tenha um tratamento adequado, possibilitando menos ou quase nenhuma sequela futura”,  completa Wilson.

As ações coordenadas pela FEBRAPEM e pelas associações regionais de pacientes estarão presentes nas cidades de Maceió, Salvador, Fortaleza, Belém, João Pessoa, Aracaju, Recife, Brasília, Vitória, Cuiabá, Uberaba, Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, Santa Maria, Florianópolis, Santos, Guaratinguetá, Sorocaba e Campinas.

Em todas  essas cidades, haverá – entre outras atividades – a distribuição de material informativo para ajudar a reconhecer a doença e conscientizar a população.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Receita paga hoje as restituições do 6º lote do Imposto de Renda

O lote contempla também restituições dos exercícios de 2008 a 2018

Economia

Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação

Outro fator é a redução de recursos para o financiamento habitacional. Atualmente, 65% dos recursos de poupança são destinados aos financiamentos habitacionais.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira