Wednesday, 17 de July de 2019

GERAL


Educação

Estudantes do CPM de Paraíso produzem obra com coletâneas de textos autorais em projeto desenvolvido na Escola

03 Sep 2018    19:26

Estudantes e professores do Colégio da Polícia Militar (CPM), de Paraíso, Unidade V, apresentaram, na tarde desta segunda-feira, 3 de setembro, uma obra com textos produzidos pelos próprios alunos e selecionados pelos professores à secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) Adriana  Aguiar.

O trabalho de produção textual foi desenvolvido com todos os alunos e orientado pelos professores das áreas de linguagens; língua portuguesa, espanhol e literatura. O objetivo é despertar o gosto pela leitura, bem como melhorar a produção textual nas formas oral e escrita, contribuindo para a melhor aprendizagem dos estudantes.

A obra, com o título Âncoras da Liberdade, histórias de um aluno CPM, é narrada em 10 capítulos. Nela, os estudantes descrevem, em linguagens formal e informal, momentos felizes e conturbados do cotidiano, bem como acontece a rotina de um estudante de colégio militar.

Segundo João Davi Medeiros Rodrigues, estudante da segunda série e um dos autores do livro, a leitura faz parte da aprendizagem. “A produção do livro implica entender bastante todas as áreas de conhecimento”, disse.

De acordo com o capitão Fernando Gomes de Oliveira, diretor do Colégio, envolver os alunos na produção da obra motiva a elaboração de texto com melhor qualidade. “Esperamos motivar mais nossos estudantes para que todos tenham o desejo de continuar lendo e escrevendo por prazer”, ponderou.

Conforme Kerllen Medeiros Rodrigues, professora de língua portuguesa, o trabalho com o ensino deve ser contextualizado. “Precisamos contextualizar as produções textuais de nossos alunos. Trabalhar as gramáticas da língua para poder utilizar a modalidade de comunicação de acordo com o contexto. Oralidade e escrita são situações diversas e devemos separar uma da outra e o meio adequado é a prática da leitura e escrita”, ponderou.

Para Adriana Aguiar, secretária de Educação do Estado, o trabalho de aprendizagem é um processo. “Vejo a produção desse livro como parte de um projeto. É a concretização do trabalho desenvolvido ao longo do ano letivo. O interessante nisso é a forma coletiva e a socialização envolvendo os estudantes, os professores e seus familiares. Vamos analisar e ver a possibilidade de publicação”, frisou.

COMPARTILHE:


Confira também:


Entrega de Títulos

Wanderlei Barbosa entrega títulos definitivos de imoveis aos moradores da região norte de Palmas

Moradores da região norte de Palmas comemoram recebimento de títulos definitivos de imóveis

IML

Em apenas 5h, peritos do IML do Tocantins identificam cadáver carbonizado pela arcada dentária

Procedimento realizado na capital identificou corpo de vítima de incêndio na região Sudeste do Tocantins a partir do confronto entre arcada dentária e prontuário odontológico.


TJTO

Juíza determina que o Estado e o município de Palmeirópolis forneçam, em 10 dias, remédio contra hanseníase a paciente

O descumprimento da sentença acarretará em multa diária de R$ 1mil (individualizada em R$ 500,00 para cada uma das partes requeridas - Estado e o Município) e limitada a R$ 30mil


Formação

Unitins traz Viviane Mosé para evento de qualificação de professores

Professora há mais de 30 anos, a palestrante é reconhecida nacionalmente pela atuação na área educacional


Luto

Morre a Auditora Fiscal Elizabeth Leda, aos 73 anos


Norte do TO

Polícia Civil prende mais um suspeito de participar de homicídio de adolescente em Araguaína


Cidades criativas

Quatro cidades do Brasil concorrem a títulos na Unesco


Grupo Record

Portal R7 ganha novas cores em ação dia e noite da Benegrip


Tocantins

Grupos de Ajuda Mútua dão apoio a dependentes químicos e familiares durante e após recuperação


Reforma

Damaso vota por regra de transição diferenciada para professores e policiais



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira