Sunday, 15 de September de 2019

GERAL


CNJ

Mutirão do CNJ liberta 258 presos no Tocantins

24 Jun 2009

Um mutirão carcerário realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com o Judiciário do Tocantins, encerrou-se após 40 dias com a libertação de 258 presos do estado, em cumprimento à Lei de Execuções Penais. São cidadãos que estavam detidos em prazo excedente, sem amparo legal.

Durante o período, juízes, promotores e defensores analisaram mais de 2 mil processos com o intuito de identificar e sanar eventuais violações aos direitos humanos, na capital Palmas e nos municípios de Araguaína, Taguatinga, Arraias, Gurupi, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional, Augustinópolis, Colinas, Dianópolis e Colmeia. Também foram concedidos no mutirão tocantinense outros benefícios, como 208 progressões de regime, 40 livramentos condicionais, 68 indultos, 38 comutações de penas e  56 transferências de unidades.

A cerimônia de encerramento do mutirão ocorrer  na última segunda, em Araguaína, e contou com a presença do ministro Gilmar Mendes.

COMPARTILHE:


Confira também:


Alerta

Brasil tem 16 estados com surto ativo de sarampo; Tocantins está fora da lista

O último boletim aponta que são 24.011 casos suspeitos no país, sendo que 17.713 (73,8%) estão em investigação e 2.957 (12,3%) foram descartados.

Turismo

Ayres quer debater turismo e preservação do Jalapão em audiência pública

No requerimento, o parlamentar solicita a presença dos órgãos estaduais para que possam unir forças e atuações em prol do desenvolvimento sustentável e ambiental correto da atividade turística na região.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira