Saturday, 17 de August de 2019

GERAL


Polêmica

Novo cinema deve se instalar em três meses

03 Jun 2008

Quem andou pelo Palmas Shopping na última semana, pôde notar a ausência de um de seus maiores atrativos, o cinema. Único da capital que exibe filmes de escala comercial – os mais vistos e apreciados pelo grande público, o Cine Blue fechou suas portas no último dia 27, em cumprimento da ordem expedida pelo juiz Lauro Augusto Moreira Maia, da 5ª Vara Cível em Palmas.

O Cine Blue funciona no segundo piso do Palmas Shopping desde outubro de 1996. Dois anos após a inauguração, a Sigma Diversões e Eventos Ltda., empresa proprietária do cinema, deixou de pagar o aluguel do imóvel. O Cine Blue mantinha 15 empregados e estes foram dispensados de suas atividades na última quarta-feira.

Freezers, balcões, cartazes dos filmes, móveis e equipamentos foram retirados do local e levados para o depósito do Palmas Shopping, que passa a ser o fiel depositário desses bens até o final do processo. Placas de compensado foram utilizadas para lacrar o estabelecimento e com ajuda de um maçarico, as poltronas do cinema foram retiradas das salas.

De acordo com a superintendente do Palmas Shopping, Elmecy Duarte, é nula a possibilidade do Cine Blue voltar a reger o cinema. “Estamos em um processo de negociação com novos interessados em administrar o cinema, e acreditamos que o próximo priorizará as novas estruturas para as salas”, explica. Segundo ela, o antigo administrador vinha sendo advertido sobre o processo de despejo desde 2002 e afirma que a demora no processo de despejo deu-se aos parâmetros da própria Justiça. De acordo com a administração do Shopping, o novo cinema voltará a funcionar dentro de três meses.

O proprietário do Cine Blue, Getulio Vargas, não se manifestou sobre o assunto e aguarda a decisão da justiça. No entanto, informações colhidas por nossa reportagem, extra-oficialmente, dão conta de que o empresário deixou de pagar o aluguel porque tinha um crédito junto ao shopping – resultante de negociações ainda não explicadas – cujo valor é maior que essa dívida cobrada na justiça. De acordo com a administração do Shopping, a Sigma Diversões e Eventos Ltda acumulou uma dívida de 400 mil. Getúlio inclusive, de acordo com essas mesmas informações extra-oficiais, estaria estudando a possibilidade de abrir o Cine Blue no prédio onde funcionou por um curtíssimo espaço de tempo o Karavella (ao lado da academia Corpus), caso a decisão da justiça seja mantida.

Emelcy Duarte descarta a possibilidade da justiça promover o retorno da empresa. “Estamos esperançosos em contratar uma nova empresa para administrar o cinema, visto que a própria cidade necessita de infra-estrutura neste segmento. Estamos estudando, com cautela, várias propostas de interessados para não cometermos o mesmo erro, como foi a escolha da gestão anterior”, alfineta a superintendente.

COMPARTILHE:


Confira também:


Brasília

PGR pede acesso a inquérito sobre investigação do caso Marielle

Raquel Dodge vai analisar pedido de federalização

Jalapão

Carlesse apresenta o Jalapão ao Ministro do Turismo e solicita parceria para melhorar infraestrutura

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, estiveram na manhã desta sexta-feira, 16, visitando a região do Jalapão. Durante a visita, além de conhecer os principais pontos atrativos e serviços ofer




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira