Thursday, 27 de June de 2019

GERAL


Polêmica

Novo cinema deve se instalar em três meses

03 Jun 2008

Quem andou pelo Palmas Shopping na última semana, pôde notar a ausência de um de seus maiores atrativos, o cinema. Único da capital que exibe filmes de escala comercial – os mais vistos e apreciados pelo grande público, o Cine Blue fechou suas portas no último dia 27, em cumprimento da ordem expedida pelo juiz Lauro Augusto Moreira Maia, da 5ª Vara Cível em Palmas.

O Cine Blue funciona no segundo piso do Palmas Shopping desde outubro de 1996. Dois anos após a inauguração, a Sigma Diversões e Eventos Ltda., empresa proprietária do cinema, deixou de pagar o aluguel do imóvel. O Cine Blue mantinha 15 empregados e estes foram dispensados de suas atividades na última quarta-feira.

Freezers, balcões, cartazes dos filmes, móveis e equipamentos foram retirados do local e levados para o depósito do Palmas Shopping, que passa a ser o fiel depositário desses bens até o final do processo. Placas de compensado foram utilizadas para lacrar o estabelecimento e com ajuda de um maçarico, as poltronas do cinema foram retiradas das salas.

De acordo com a superintendente do Palmas Shopping, Elmecy Duarte, é nula a possibilidade do Cine Blue voltar a reger o cinema. “Estamos em um processo de negociação com novos interessados em administrar o cinema, e acreditamos que o próximo priorizará as novas estruturas para as salas”, explica. Segundo ela, o antigo administrador vinha sendo advertido sobre o processo de despejo desde 2002 e afirma que a demora no processo de despejo deu-se aos parâmetros da própria Justiça. De acordo com a administração do Shopping, o novo cinema voltará a funcionar dentro de três meses.

O proprietário do Cine Blue, Getulio Vargas, não se manifestou sobre o assunto e aguarda a decisão da justiça. No entanto, informações colhidas por nossa reportagem, extra-oficialmente, dão conta de que o empresário deixou de pagar o aluguel porque tinha um crédito junto ao shopping – resultante de negociações ainda não explicadas – cujo valor é maior que essa dívida cobrada na justiça. De acordo com a administração do Shopping, a Sigma Diversões e Eventos Ltda acumulou uma dívida de 400 mil. Getúlio inclusive, de acordo com essas mesmas informações extra-oficiais, estaria estudando a possibilidade de abrir o Cine Blue no prédio onde funcionou por um curtíssimo espaço de tempo o Karavella (ao lado da academia Corpus), caso a decisão da justiça seja mantida.

Emelcy Duarte descarta a possibilidade da justiça promover o retorno da empresa. “Estamos esperançosos em contratar uma nova empresa para administrar o cinema, visto que a própria cidade necessita de infra-estrutura neste segmento. Estamos estudando, com cautela, várias propostas de interessados para não cometermos o mesmo erro, como foi a escolha da gestão anterior”, alfineta a superintendente.

COMPARTILHE:


Confira também:


Para Servidores

Marilon Barbosa propõe que prefeita envie à Câmara Projeto de Lei que autorize o empréstimo consignado de recursos do PreviPalmas

Ele ainda sugeriu no anteprojeto que os recursos do PreviPalmas para empréstimos consignados aos servidores públicos municipais sejam alocados no Banco do Povo como linha de crédito exclusiva para empréstimos a esta finalidade.

Ferrovia Norte-Sul

Início das operações da Ferrovia Norte-Sul, entre Anápolis e Porto Nacional, é anunciada

Executivos anunciam que operadora está pronta para fazer o transporte de cargas industrializadas, num trecho de 800 km




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira