Tuesday, 15 de October de 2019

GERAL


Vigitel

Palmas fica em segundo lugar em consumo abusivo de álcool

08 Apr 2009

Dados inéditos do Ministério da Saúde mostram que os brasileiros estão exagerando na dose de bebidas alcoólicas. De acordo com a pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), o percentual de consumo abusivo de álcool pela população foi de 19% em 2008, contra 17,5%, em 2007, e de 16,1%, em 2006, primeiro ano do levantamento que traça o perfil dos hábitos da população.

Para o estudo, foi considerado abusivo o consumo de mais de quatro doses de álcool para as mulheres e mais de cinco para homens, em mesma ocasião, evento ou festa, nos últimos 30 dias. A avaliação considera como dose de bebida uma lata de cerveja, uma taça de vinho ou uma dose de destilados como uísque ou vodka.

A pesquisa revela que as mulheres estão bebendo cada vez mais. Em 2008, o percentual de pessoas do sexo feminino que beberam exageradamente foi de 10,5%, enquanto que, nos anos anteriores, os indicadores foram menores, sendo de 9,3%, em 2007, e de 8,1%, em 2006.

Apesar do crescimento entre as mulheres, na comparação entre os gêneros, os homens continuam na frente. Entre as pessoas que afirmaram ter bebido exageradamente, o percentual de consumo abusivo de álcool para o sexo masculino foi de 29%, três vezes maior do que o registrado entre as mulheres e o maior desde 2006. Naquele ano, 25,3% dos homens entrevistados afirmaram ter consumido abusivamente álcool, aumentando para 27,2%, em 2007, e 29%, no ano passado.

 

Capitais

Entre as capitais, Salvador se destaca com maior percentual de consumo abusivo de álcool entre a população entrevistada (24,9%), seguida de Belém (PA) e Palmas (TO), ambas com 23,7%. O menor percentual foi verificado em Curitiba (10,7%).

A avaliação por sexo mostra que os homens das capitais do Norte e Nordeste bebem mais. Os maiores percentuais foram os de Belém (37,2%), Macapá (36,4%), Palmas (TO) e Teresina (36,3%). Os menores indicadores do ranking do consumo abusivo de álcool entre o sexo masculino foram detectados em Curitiba (17,8%), São Paulo (18,2%) e Porto Alegre (21,7%).

Os maiores percentuais de consumo abusivo de álcool para as mulheres foram encontrados em Salvador (15,9%), Rio de Janeiro (13,8%) e Belo Horizonte (12,5%) e os menores em Curitiba (4,6%), Fortaleza (5,5%) e Macapá (5,7%).

 

Faixa-etária

O consumo abusivo de álcool pelos brasileiros é mais freqüente em faixas etárias mais jovens, alcançando 30% dos homens e 10% das mulheres entre 18 e 44 anos. Entre 25 e 34 anos, o percentual de consumo abusivo de álcool foi de 23,4% – o maior entre todas as faixas avaliadas.

De acordo com o relatório, a partir dos 45 anos de idade, o consumo abusivo de bebidas alcoólicas declina progressivamente. Os percentuais baixam para 8,7% dos homens e 1,6% das mulheres com 65 ou mais anos de idade.

COMPARTILHE:


Confira também:


Refis Palmas

Defensoria Pública inicia atendimentos jurídicos no Mutirão de Negociações Fiscais

A participação da Instituição na atividade se deve à parceria estabelecida com o Tribunal de Justiça do Tocantins e com a gestão municipal de Palmas

Refis 2019

Parte dos R$ 60 milhões que Município espera receber custeará melhorias na malha viária do Sul de Palmas

O município de Palmas tem a receber R$ 600 milhões. Segundo o Tribunal de Justiça (TJ), parceiro no mutirão, há atualmente 23 mil processos judiciais relativos a débitos fiscais no Município de Palmas em andamento no Judiciário.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira