Wednesday, 20 de November de 2019

GERAL


Polícia

Principal suspeito de assassinar vendedora em Peixe é preso pela Polícia Civil em Gurupi

07 Sep 2019    13:07    alterado em 07/09 às 13:07
 Principal suspeito de assassinar vendedora em Peixe é preso pela Polícia Civil em Gurupi

Após mais de 36 horas de investigações e buscas ininterruptas, na noite desta sexta-feira (6), a Polícia Civil do Tocantins, por meio de uma força-tarefa composta por policiais civis das Delegacia de Peixe e Gurupi, efetuou a prisão de um indivíduo de iniciais M.L.A, de 41 anos de idade. Ele é o principal suspeito pelo homicídio que vitimou a jovem Jaqueline Rodrigues de Quadros, de 19 anos, fato ocorrido na manhã da última quinta-feira, 5, na loja em que a vítima trabalhava, em Peixe.

De acordo com o delegado João Paulo de Souza, titular da Delegacia de Peixe, após serem notificados sobre o crime que chocou a cidade, os policiais civis da DPC local deram início a uma grande operação na tentativa de identificar o autor e fazer a prisão do mesmo. Com esse propósito, os agentes passaram a ouvir possíveis testemunhas e descobriram que um indivíduo conduzindo uma motocicleta Honda Biz, de cor vermelha, havia passado várias vezes em frente ao local de trabalho da vítima, e que, inclusive havia adentrado ao local, fingindo interesse em comprar algumas peças de roupas.

Testemunhas também informaram que tinham visto o homem, mas que não sabiam de quem se tratava. Diante dos fatos, os policiais civis intensificaram as investigações e conseguiram identificar o suspeito, descobrindo que o homem residiria em Gurupi. Os policiais civis então foram até aquela cidade e de posse, das características físicas do principal suspeito, localizaram o homem em uma das avenidas do centro daquela cidade e o conduziram até à Central de Atendimento da Polícia Civil, onde o mesmo foi autuado em flagrante por homicídio triplamente qualificado.

Na unidade policial, testemunhas reconheceram o homem como o mesmo que havia estado minutos antes nas proximidades da loja em que Jaqueline trabalhava a fim de obter informações sobre a vítima. Diante das evidências, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, M.L.A, que já possui várias passagens pela polícia, tendo inclusive cumprido pena por tráfico de drogas, foi encaminhado a Casa de Prisão Provisória de Gurupi, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

COMPARTILHE:


Confira também:


Saúde

Uso inadequado de antibióticos aumenta resistência de bactérias

Prática pode levar ao agravamento de doenças, alerta OMS


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira