Tuesday, 27 de October de 2020

GERAL


Petrobras

Projeto Garoupa protege espécie globalmente ameaçada de extinção

22 Jan 2015

O Projeto Garoupa, patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, está contribuindo para evitar a extinção da chamada garoupa verdadeira (Mycteroperca marginata), peixe listado entre as espécies globalmente ameaçadas de extinção pela União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN). Uma base foi montada em Ilhabela (SP) para a larvicultura da espécie, que consiste na criação de larvas de peixes em cativeiro para reprodução assistida em tanques com cuidados especiais como controle de temperatura e salinidade da água. As desovas no local totalizam mais de 1 milhão de larvas geradas e estocadas em tanques de vinil. A reprodução da espécie em cativeiro é inédita no mundo e a taxa de sucesso da eclosão já alcança 95%. O objetivo, no entanto, é aumentar ainda mais esse índice, uma vez que a sobrevivência final de espécies obtidas da larvicultura fica entre 5 a 10% da desova inicial.

"A garoupa é um peixe marinho carnívoro com tamanho entre 1,60 e 1,70 m e peso entre 80 e 90 kg que se alimenta de lulas, polvos, sardinhas e bonitos, entre outros peixes, e vive nas águas do Brasil, da África, do Caribe e do Mar Mediterrâneo. A carne é bastante apreciada na culinária brasileira, mas o consumo da espécie tem sido predatório. Com o patrocínio da Petrobras, temos o objetivo de repor as populações para que o recurso natural esteja disponível na natureza para uso com parcimônia, de forma sustentável", explica o engenheiro de pesca, mestre em Biologia Marinha e coordenador geral do Projeto Garoupa, Maurício Roque da Mata Júnior.

Para evitar a extinção da garoupa verdadeira, o Projeto Garoupa está presente em sete municípios do Rio de Janeiro (Angra dos Reis, Itaguaí, Mangaratiba, Paraty, Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios) e quatro de São Paulo (Ubatuba, Ilhabela, Caraguatatuba e São Sebastião). O projeto trabalha com o reconhecimento dos habitats desse peixe, locais que oferecem abrigo e alimento à garoupa. Abrange a coleta de dados físicos desses habitats, tais como a quantidade e o tamanho das tocas do peixe, a temperatura da água, medida várias vezes ao dia, e detalhes sobre a topografia da região. O Projeto Garoupa reúne, também, dados biológicos, tais como a quantidade de peixes existentes, a identificação de cada um por fotos e a identificação de bentos (seres que vivem próximos ou grudados ao substrato marinho e servem de alimento à fauna). A sobrevivência dos peixes é monitorada na natureza através de técnicas como a telemetria (obtenção, processamento e transmissão de dados à distância). Por fim, é feita a larvicultura da garoupa. "Um plantel (grupo de animais selecionados) de 20 reprodutores pegos na natureza é trocado com frequência, para garantir a variabilidade genética", diz Maurício Roque.

Complementa o trabalho a educação ambiental de crianças, adolescentes e adultos em escolas públicas e de outros públicos, como quilombolas, índios, pescadores e turistas, através de palestras e oficinas, assim como a formação de multiplicadores. "É preciso agir em múltiplas frentes. Não há tempo a perder. A legislação brasileira proíbe a pesca da garoupa com menos de 47 cm. Com esse tamanho, todos os peixes da espécie - que é hermafrodita temporária - são ainda fêmeas, tornando-se machos os maiores peixes quando atingem de 0,9 cm a um metro", complementa Roque.

Programa Petrobras Socioambiental
Por meio do Programa Petrobras Socioambiental: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos, a Petrobras investe em projetos de todo o país, com foco nas linhas de atuação Produção Inclusiva e Sustentável, Biodiversidade e Sociodiversidade, Direitos da Criança e do Adolescente, Florestas e Clima, Educação, Água e Esporte.

COMPARTILHE:


Confira também:

ONGs de fachada
Falta controle no TO

Covid-19

Tocantins registra 47 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins contabiliza 229.676 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 74.229 casos confirmados. Destes, 61.832 pacientes estão recuperados, 11.313 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 1.084 pacientes foram a óbito.



Eleições 2020

Na Acipa, Prefeita Cinthia fala sobre justiça fiscal e a importância do diálogo entre poder público e entidades representativas

Cinthia afirma que a modernização fiscal é uma meta a ser perseguida no curto prazo, e que está em fase de contratação, junto ao BNDES, de recurso do Plano de Modernização da Administração Tributária, o PMAT.


Eleições 2020

Em Palmas, deputada Luana Ribeiro declara apoio à candidatura de Vanda Monteiro

Fico muito feliz em contar com seu apoio aqui na capital, pois soma conosco uma deputada muito atuante, além de determinada”, destacou.


Eleições 2020

Justiça Eleitoral manda Amastha remover fake news contra Cinthia

A decisão liminar ainda fixa multa de R$ 5 mil ao Amastha caso não cumpra a decisão judicial, que determina a imediata suspensão da propaganda eleitoral irregular.


Aureny III

Andrino assumiu o compromisso de revitalizar o asfalto das ruas e avenidas do local


Mulheres 77

Eli Borges diz que, se eleito, irá criar a Secretaria da Mulher


Região Sul

Se eleita, Cinthia garante que vai construir a tão sonhada rodoviária de Taquaralto


Arte

Instituto Isca beneficia mais de 300 pessoas com projeto de ação social em Araguaína


Oportunidade

Concurso para estudantes do ensino médio oferece premiação em dinheiro e viagem aos EUA


Palmas

Radares fixos da Avenida Teotônio Segurado são verificados pela Agência Estadual de Metrologia



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira