Saturday, 25 de May de 2019

GERAL


Segurança

Redução de 5,32% dos índices de homicídios no Tocantins no 1º trimestre de 2019 é destaque no Balanço apresentado pelas Forças de Segurança

27 Apr 2019    11:05    alterado em 27/04 às 11:05
Antonio Gonçalves Redução de 5,32% dos índices de homicídios no Tocantins no 1º trimestre de 2019 é destaque no Balanço apresentado pelas Forças de Segurança

Os números referentes a operações policiais, autuações e atendimentos das forças de segurança do estado foram apresentados na tarde desta sexta-feira, 26, em Palmas. Relativo ao primeiro trimestre de 2019, o Balanço da Segurança Pública será apresentado periodicamente aos profissionais da imprensa estadual. Os números correspondem a procedimentos realizados de janeiro a março deste ano pela Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar.

De acordo com o secretário da Segurança Pública, Cristiano Sampaio, a ideia é que os dados sejam repassados a cada trimestre, levando em consideração as reuniões das forças de segurança estaduais. “O objetivo desse trabalho, iniciado desde janeiro, é realizar um diagnóstico, mapear e analisar os crimes e os locais onde estão acontecendo em nosso estado. A partir de um diagnóstico das reuniões semanais, as forças de segurança dialogam e definem as estratégias de atuação”, informou.

Ainda segundo o gestor, tendo como base o primeiro trimestre de 2018, os índices de violência tiveram uma diminuição no Tocantins, logo após um período de crescimento em determinados crimes, como o homicídio, que apresentou em 2018 um aumento de 10,08% em relação a 2017.

“Enquanto 94 homicídios foram registrados de janeiro a março de 2018, o mesmo período de 2019 apresentou 89 crimes contra a vida consumados no estado, o que representa uma redução de 5,32%. Esse número é bastante importante para a Segurança Pública, porque faz com que o estado não só se adeque a uma meta nacional de diminuição deste delito (o projetado para 2019 é uma redução de 3,5%), como demonstra que nossa efetividade vai além, alcançando um número 52% acima da média do país”, destacou Sampaio.

O secretário acredita que os dados são decorrentes das ações integradas das forças de segurança tocantinenses. “Cada vez mais as forças estão se reunindo, discutindo os problemas do estado, as estratégias de atuação e o que a gente percebe é que a redução dos números se deve ao trabalho integrado das forças de segurança”, afirmou.

Polícia Militar
Nos dados consolidados da Polícia Militar, houve um aumento de registros de incidentes relacionados à violência doméstica. Em 2018, foram 117, já em 2019, até o momento foram registradas 158 ocorrências, o que aponta um aumento de 35,04% em relação ao ano passado. O comandante da Polícia Militar no Tocantins, coronel Jaizon Veras Barbosa, informou que desde novembro do ano passado, todas as Unidades Operacionais do Estado receberam treinamento específico para tratar da temática do enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher.

O coronel ressaltou ainda que o aumento nos registros de ocorrência no primeiro trimestre deste ano se deu à maior atuação da PM neste tópico. “Nós temos feito todas as ações para reduzir índices de violência doméstica. Fizemos curso no ano passado, estendemos para todas as unidades do estado, a fim de preparar os nossos policiais para lidar com este tipo de ocorrência. Então o aumento desses índices certamente se deu a um trabalho efetivo nosso que buscou intensificar a nossa atuação, o que culminou com um aumento de registro dessas ocorrências”, afirmou.

Já nos registros de acidentes de trânsito, o comandante ressaltou a integração de dados com a da Agência de Trânsito, Transportes e Mobilidade e Guarda Metropolitana em Palmas. “A partir de 2019, outros órgãos parceiros também começaram registrar os dados, então esse aumento nos registros se deu com ações integradas com entidades parceiras”, afirmou.

Polícia Civil

Nas atuações da Polícia Civil, o delegado-geral Rossílio Correia reforçou as grandes operações realizadas no primeiro trimestre, como as relacionadas a crimes contra a administração pública e contra a ordem tributária, destacando o combate a organizações criminosas, como na Operação “Intramuros”, maior já realizada pela Polícia Civil, que até o momento já prendeu mais de 60 pessoas ligadas a facção criminosa de reconhecimento nacional. “Essa operação foi muito importante, principalmente para diminuir os crimes de homicídios na Capital e no interior. Durante o ano, outras grandes operações virão. Estamos trabalhando de maneira integrada, uniformizando informações de inteligência para alcançar maior efetividade nas operações”, afirmou.

Corpo de Bombeiros
Por se tratar de um estado com grande quantidade de rios e balneários, todos os anos o Tocantins registra altos índices de afogamentos. Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros, o coronel Reginaldo Leandro da Silva, não houve redução dos registros, uma vez que o tocantinense busca sempre estes espaços de lazer para confraternizar. “É um número alto, mas é devido a quantidade de balneários em nosso estado e a cultura de nossa população de estar sempre aos finais de semana procurando estes espaços de lazer, então nós temos no Corpo de Bombeiros a intensificação de campanhas educativas trazendo essa preocupação com os banhistas nos finais de semana, cuidados com crianças e o mais importante: orientando a não entrar na água caso tenha ingerido bebidas alcoólicas”, afirmou.

Sobre a preparação do período de estiagem que se aproxima, o coronel informou que a Corporação vai receber mais caminhões de combates a incêndios florestais, mais veículos de pequeno porte, como também na Defesa Civil, realizando reuniões do Comitê do Fogo de controle e combate a incêndios florestais, além de reforços nos equipamentos de combate a incêndios florestais, previstos para serem entregues no dia 02 de julho, data em que se celebra o Dia Nacional do Bombeiro. “Estamos nos preparando com campanhas educativas, reforços de equipamentos. O bombeiro não trabalha sozinho, é um trabalho com brigadas de incêndios municipais, que tem a responsabilidade no combate aos incêndios florestais. Já iniciamos as formações de equipes municipais de todos as cidades que nos acionarem”, ressaltou.

Balanço
Coletados por meio dos sistemas de estatística dos três órgãos, os dados correspondem a registros de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), Crimes Contra o Patrimônio (CCP´s), ocorrências de trânsito, atendimentos pré-hospitalares, atividades de prevenção, combate a incêndios, busca e resgate, entre outros. Também no período foram realizadas 11 operações policiais de grande repercussão entre as polícias Civil e Militar.

Confira, na íntegra, o Balanço da Segurança Pública no Tocantins para o 1º Trimestre no portal da Secretaria de Estado da Segurança Pública (https://www.ssp.to.gov.br/estatisticas-criminais/).

COMPARTILHE:


Confira também:


MAIO AMARELO

Homens são os que mais morrem de acidentes no trânsito

Acidentes de trânsito são a segunda maior causa de mortes externas no país. Em 82% dos casos, as vítimas fatais são do sexo masculino.

Investimentos

Semana do Governador Carlesse é marcada por encontro com investidores em São Paulo

Além da viagem a São Paulo, o Governador também foi homenageado na AL e recebeu executivos da Caixa




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira