Sunday, 17 de November de 2019

GERAL


Brasília

Representantes do Inmetro nos Estados se reúnem no Ministério da Economia

13 Jun 2019    13:38    alterado em 13/06 às 13:38
Representantes do Inmetro nos Estados se reúnem no Ministério da Economia

Aconteceu nesta terça-feira, 11, no Ministério da Economia, em Brasília, uma reunião para tratar de soluções para destravar recursos e dar continuidade aos serviços de metrologia legal. A Agência de Metrologia, Avaliação da Conformidade, Inovação e Tecnologia do Estado do Tocantins (AEM-TO), órgão delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), participou com a presença do presidente Rérison Antonio Castro Leite.  A audiência foi mediada pelo deputado federal Beto Pereira (PSDB), por parlamentares de outros cinco estados e teve a participação dos representantes dos órgãos delegados do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia) de quase todo o país.

Recebidos pelo secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Fazenda, Carlos Alexandre da Costa, os gestores estaduais do Inmetro abordaram sobre a relevância do órgão e a sua participação efetiva na sociedade, por meio das ações da pasta. É importante destacar que o trabalho da metrologia é fundamental, pois assegura a conformidade dos produtos de acordo com as normas técnicas, incentivando a competitividade legal.

Na pauta do encontro foi tratado especialmente o descontingenciamento, a busca de soluções para a falta de repasses e, até mesmo, uma nova discussão a respeito do aporte financeiro destinado ao Plano de Trabalho 2019.

De acordo com o presidente da AEM, Rérison Antonio Castro Leite “o encontro foi uma oportunidade de apresentar formalmente ao Governo Federal a relevância das ações do Inmetro nos Estados e sensibilizar sobre a importância de investimentos e recursos para a continuidade e o avanço dos trabalhos”, pontua Rérison.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação

Outro fator é a redução de recursos para o financiamento habitacional. Atualmente, 65% dos recursos de poupança são destinados aos financiamentos habitacionais.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira