Thursday, 06 de August de 2020

GERAL


Policia Civil

Suspeito de roubar comércios é preso pela Polícia Civil em Miracema

23 Oct 2018
Divulgação Suspeito de roubar comércios é preso pela Polícia Civil em Miracema

Na tarde dessa segunda-feira (22), a Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Miracema, efetuou a prisão de Bruno da Silva Luz, de 21 anos de idade. Ele é suspeito da prática do crime de roubo à mão armada e foi preso por policiais civis comandados pelo delegado regional Clecyws Antônio de Castro Alves, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva.

De acordo com o delegado, no dia 21 de setembro, Bruno, juntamente com um comparsa - que ainda se encontra foragido -, invadiu dois comércios localizados no centro da cidade de Miracema e, armado com um revólver e utilizando-se de extrema violência e grave ameaça, subtraiu dinheiro, além de mercadorias dos referidos estabelecimentos comerciais, bem como das pessoas que se encontravam nos dois locais.

Ainda conforme o delegado, assim que tomaram conhecimentos dos fatos, os policiais civis da Delegacia de Miracema deram início às investigações e identificaram Bruno como sendo um dos dois envolvidos na ação criminosa. Dessa maneira, a autoridade policial representou, junto ao Poder Judiciário, pela prisão preventiva do indivíduo, a qual foi deferida e cumprida, na tarde desta segunda.

Após ser localizado e preso, Bruno foi conduzido à Central de Flagrantes da Polícia Civil, em Miracema do Tocantins e, depois da realização dos procedimentos legais cabíveis, recolhido à Cadeia Pública daquela cidade, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. 

A Polícia Civil continua às investigações no sentido de identificar e localizar o paradeiro do segundo envolvido nos crimes.

COMPARTILHE:


Confira também:

Comportamento
O lúdico faz bem

Pandemia

Tocantins registra 646 novos casos da Covid-19

Atualmente, o Tocantins apresenta 28.312 casos no total, destes, 17.347 pacientes estão recuperados, 10.550 pacientes estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar e 415 pacientes foram a óbito.

"Operação Direct"

Polícia Federal investiga fraudes a licitações e atos de corrupção no interior do Tocantins

O nome da Operação faz referência à relação “direta” e pessoal existente entre o empresário e os agentes públicos, com a existência de favorecimentos entre as partes.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira