Friday, 21 de September de 2018

Friday, 21 de September de 2018

JUSTIÇA


Judiciário

Agenda Ambiental no TJTO inicia com sensibilização de magistrados e servidores

22 Nov 2014

O Tribunal de Justiça do Tocantins deu início nesta sexta-feira (21/11) ao projeto A3P, Agenda Ambiental na Administração Pública. Até o fim da tarde, magistrados e servidores representantes das 42 comarcas do estado participam de palestra de sensibilização sobre a questão socioambiental. Os trabalhos foram abertos pela presidente do TJTO, desembargadora Ângela Prudente e pelo gestor do projeto, juiz Pedro Nelson de Miranda Coutinho.

Em seu discurso a presidente falou da importância do projeto ambiental para o Judiciário. "O Tribunal já tem ações socioambientais, mas que ocorrem de forma isolada. O A3P vem fortalecer e propagar essas boas iniciativas envolvendo todos nós que servimos a Justiça no Tocantins. Tenho certeza que esse projeto vai ser exemplo no Estado", afirmou a desembargadora Ângela Prudente.

Na oportunidade a presidente do Tribunal de Justiça assinou a Portaria nº4.119, que constitui a Comissão Gestora de implantação do A3P no âmbito do Poder Judiciário, tendo como presidente o juiz Pedro Nelson.  
Para o gestor do projeto, o A3P traz uma reflexão para o Judiciário sobre os processos de trabalho à luz da sustentabilidade. "A força deste projeto é a incorporação por cada um de nós de um novo paradigma, pensando profundamente no futuro que queremos para nós e nossos descendentes", reforçou o juiz.

Uma das primeiras iniciativas adotadas pelo Tribunal como reflexo da implantação do A3P foi a confecção de canecas de fibras de coco para servidores e magistrados, em substituição aos copos descartáveis. O material será encaminhado e distribuído no Tribunal de Justiça e em todas as comarcas tocantinenses. Além disso, serão tomadas ainda medidas para uma melhor gestão de resíduos, licitações sustentáveis, uso racional de recursos, dentre outras.

Palestras
O programa Agenda Ambiental na Administração Pública, conhecido pela sigla A3P, foi desenvolvido pelo Ministério do Meio Ambiente. A abertura no Judiciário tocantinense contou com a presença da coordenadora do programa pelo Ministério do Meio Ambiente, Ana Carla Leite de Almeida e da assessora chefe de Gestão Socioambiental do Superior Tribunal de Justiça, Ketlin Feitosa Albuquerque, como palestrantes do evento.

Durante sua apresentação a coordenadora do projeto disse que é preciso satisfazer as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias demandas. Ana Carla reforçou ainda que “nós brasileiros fomos criados com a concepção de que o Brasil é um país extremamente abundante ambientalmente e de que esse recurso natural não vai acabar. Isso dificulta a implantação de uma consciência ambiental". A palestrante ainda afirmou que para um mundo sustentável é preciso mudança de atitude. No período da tarde os participantes acompanham a palestra da assessora do STJ Ketlin Feitosa.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

10

PARABÉNS!
PARABÉNS!

7

BOM
BOM

10

AMEI!
AMEI!

7

KKKK
KKKK

8

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

8

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

6

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Saúde

MPE obtém decisão judicial acerca de acúmulo de lixo no Hospital Regional de Araguaína

Segundo a Promotora de Justiça Araína Cesárea Ferreira Santos D’Alessandro, manter o ambiente hospitalar limpo e livre de contaminação de qualquer espécie é uma obrigação do Estado


  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira