Sunday, 20 de January de 2019

JUSTIÇA


Saúde

DPE-TO vai à Justiça para União fornecer medicamento de alto custo a criança de dois anos

25 Aug 2017

Keliane Vale – DPE-TO 

A DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins ajuizou nesta quarta-feira, 23, na Seção Judiciária do Estado do Tocantins – Tribunal Regional Federal da 1ª Região (1º grau), uma Ação de Obrigação de Dar Coisa Certa, com Pedido de Antecipação de Tutela, em desfavor da União, visto a gravidade do caso da criança J.G.R.O., de apenas dois anos, que sofre de doença grave e degenerativa.

Pelo tratamento da doença ser de alto custo e não haver disponibilização de tratamento nem pelo Estado e nem pelo município, é necessário que a União cumpra a obrigação. O Defensor Público Arthur Luiz Pádua Marques, que presta assistência jurídica ao assistido, argumenta que a obrigação é solidária, de modo que quaisquer dos entes políticos podem ser demandados, em conjunto ou separadamente, pelo cumprimento da obrigação por inteiro. Contudo, no presente caso, em razão da medicação não ser incorporada, a ação foi protocolada apenas em face da União, responsável pela incorporação de novas tecnologias.

A criança foi diagnosticada em maio deste ano com Ame – Atrofia Muscular Espinhal Tipo 2, doença genética que afeta o desenvolvimento neurológico. J.G.R.O. engatinhava e levantava, mas hoje já perdeu quase todos os movimentos das pernas, conseguindo apenas sentar. A doença está avançando para a parte respiratória principalmente no período da noite, onde já precisa utilizar respirador mecânico não invasivo e máquina de tosse, conforme laudo médico. A medicação atua no avanço da doença, impedindo sua evolução e possibilitando a recuperação de movimentos e funções já perdidos. 

O assistido necessita do uso contínuo do medicamento Nusinersen (Spinraza), de altíssimo custo, sendo em torno de 600 mil dólares no primeiro ano; o fármaco já foi aprovado pelos órgãos sanitários americano e europeu, perante os quais passou por rigorosas baterias de testes. Por ser um medicamento novo, no Brasil, a Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária recebeu o pedido de registro em maio deste ano e publicou através de nota em seu site oficial que já foi iniciada com prioridade a avaliação da documentação referente ao medicamento.

O Defensor Público ressalta que o medicamento pode ser importado para uso pessoal por já estar registrado em outro país, conforme previsão na RDC 28/2011, dispensando a autorização sanitária e permitindo que quem tenha condição financeira possa comprá-lo. "Restringir a medicação apenas para quem tenha condição financeira é ferir o direito à vida e à isonomia de um bebê de apenas dois anos de idade. Infelizmente, o assistido não tem condição de importar essa medicação, mesmo com autorização da Anvisa, o que impede que a criança tenha pelo menos uma chance de se manter vivo", reflete Arthur Luiz Pádua sobre a teoria da perda de uma chance, reconhecida pelo STJ – Superior Tribunal de Justiça.

No caso do tratamento da AME, o medicamento Spinraza é o único tratamento disponível no mercado. A ação destaca que dois médicos especialistas que acompanham o paciente receitaram o mesmo tratamento, demonstrando a imprescindibilidade do medicamento para a doença. 

O Supremo Tribunal Federal - STF, em decisão recente, na Suspensão de Segurança n. 5.192 proposta pelo Estado do Goiás, fundamentou a obrigatoriedade da cobertura de medicamento importado em razão da inexistência de tratamento convencional eficaz. Em consulta extrajudicial ao NAT – Núcleo de Apoio Técnico sobre a medicação pleiteada, o parecer é claro em reconhecer que a única alternativa viável de tratamento é o medicamento pleiteado: "não foi encontrado na Rename - Relação Nacional de Medicamentos Essenciais nenhum medicamento com o mesmo princípio ativo ou com a mesma eficácia que possa substituir o medicamento indicado". 

O processo foi distribuído com o número 1000621-20.2017.4.01.4300 para a 1ª Vara Federal Cível da Justiça Federal do Tocantins.

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

60

PARABÉNS!
PARABÉNS!

14

BOM
BOM

24

AMEI!
AMEI!

19

KKKK
KKKK

19

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

13

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

15

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Panorama

Brasil já recebeu 1,1 milhão de imigrantes e 7 mil refugiados

Em visita às instalações da operação, em Roraima, a secretária nacional de Justiça, Maria Hilda Marsiaj, disse que “os pedidos de refúgio se acumulam porque precisam ser analisados minuciosamente e, muitas vezes, já não cumprem os requisitos”.

Recuperação de Rodovias

Governo intensifica serviço de manutenção de rodovias

O Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), iniciou, nesta sexta-feira,18, os serviços de manutenção (tapa-buracos) na TO-020, trecho entre Palmas e Novo Acordo.




  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira