Tuesday, 19 de February de 2019

JUSTIÇA


Investigações MPE

MPE movimenta 108 mil processos judiciais, 35 mil inquéritos policiais e instaura 7 mil procedimentos investigativos em 2017

20 Nov 2018    12:59

No ano de 2017, os membros do Ministério Público do Estado do Tocantins instauraram 7.075 procedimentos de investigação e analisaram 35 mil inquéritos policiais e 108.268 processos judiciais, das áreas cível e criminal. Os dados constam na sétima edição da publicação "Ministério Público: um retrato", lançada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) no último dia 13.
O documento traz dados sobre a atuação funcional e administrativa dos ministérios públicos estaduais e dos quatro ramos do Ministério Público da União (Federal, do Trabalho, Militar e do Distrito Federal e Territórios). A publicação do anuário tem como objetivo promover a transparência e permitir o aprimoramento do planejamento das unidades do Ministério Público brasileiro.

Com relação ao Ministério Público do Tocantins, comparando-se com os dados da edição anterior, o relatório permite verificar um crescimento significativo da produtividade, tanto na esfera extrajudicial quanto na judicial. A quantidade de novos procedimentos de investigação saltou de 2.185 (2016) para 7.075 (2017); o número de inquéritos policiais analisados saltou de 26.331 (2016) para 35.011 (2017); e de processos judiciais analisados, de 81.597 (2016) para 108.268 (2017).

Também é mostrado que o Ministério Público do Tocantins possuía 121 cargos de membros providos em 2017, o que corresponde a 8,7 membros para cada grupo de 100 mil habitantes. Os números são iguais aos do ano anterior.

Na análise do Procurador-Geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior, essa evolução na atuação do MPTO reflete o aprimoramento das condições de trabalho e a dedicação dos membros e dos servidores. “O que os indicadores não conseguem mensurar é que a atuação do Ministério Público cresce não somente em termos quantitativos, mas também em qualidade. São resultados que atribuímos não apenas aos investimentos em novos softwares, novos prédios e móveis, mas principalmente à dedicação e à qualificação do nosso quadro de pessoal”, avaliou.

Áreas mais investigadas
A publicação do CNMP detalha os assuntos investigados nos inquéritos civis e nos procedimentos preparatórios que foram instaurados em 2017 pelo Ministério Público do Tocantins. Os assuntos mais recorrentes correspondem às áreas de: patrimônio público, 5.731 (81%); improbidade administrativa, 552 (7,8%); saúde, 196 (2,8%); criança e adolescente, 148 (2,1%); e meio ambiente, 135 (1,9%).

Áreas mais recorrentes nos processos cíveis
No que se refere aos processos judiciais movimentados pelos procuradores e promotores de Justiça perante o Poder Judiciário, 37.197 são da área cível, sendo 15% (7.045) relacionados à área do direito processual cível e do trabalho; 13,1% (5.874) à área da saúde; 10,9% (4.869) a servidor público civil e 6,6% (2.952) a improbidade administrativa, entre outras áreas.

Áreas mais recorrentes nos processos criminais
Na área criminal, procuradores e promotores de Justiça movimentaram 71.074 processos, sendo 24,3% (19.586) referentes a crimes contra o patrimônio; 16,4% (13.209) a violência doméstica contra a mulher; 9,4% (7.576) a crimes contra a vida; 8,9% (7.210) a tráfico e uso de drogas; e 5,6% (4.492) a crimes de trânsito, entre outras áreas. (Flávio Herculano)

COMPARTILHE:


Confira também:


Operação Fantoche

PF prende presidente da CNI, Robson Andrade

Investigação mira convênios de unidades do Sistema S

Exonerações Suspensas

Justiça atende DPE e MPE e suspende ato do governo que exonerou profissionais da saúde

Efeitos do ato declaratório nº 01/2019 estão suspensos. Defensoria Pública e MPE expuseram na ação civil pública que o Ato ainda gera graves consequências na desassistência da saúde pública.



Contratos Temporários

Prefeitura de Palmas abre edital para contratação de 34 servidores temporários

O processo seletivo simplificado será composto por três etapas de caráter eliminatório e classificatório, sendo análise curricular, comprovação de experiência profissional, avaliação de títulos e entrevista.


Ponte de Porto

Defensoria e OAB vão integrar comissão que trata sobre interdição da ponte de Porto Nacional

Audiência, realizada na sexta-feira, 15, debateu os principais impactos gerados com a interdição


Ocorrência

Polícia Civil apreende 30 kg de maconha e prende traficante no Sul do Estado

As investigações da Polícia Civil constataram que Hailton trazia, do Estado de Goiás, grandes quantidades de entorpecentes para Gurupi e região, e que, nessa madrugada, outra remessa chegaria ao Tocantins.


Meio Ambiente

Municípios têm apenas 30 dias para protocolar processo do ICMS Ecológico no Naturatins


Diálogo

Secretários apresentam plano de reestruturação à instituições dos diferentes poderes do Estado


Itelvino Pisoni

Sistema Fecomércio Tocantins realiza visita a Prefeita Cinthia Ribeiro


Tocantins

Dispara número de casos prováveis de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti


HGP

Defensoria emite recomendação para Sesau por desassistência na oferta de cirurgias cardiológicas em Palmas


Adapec

Produtor rural pode emitir Guia de Trânsito Animal de qualquer localidade



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira