Thursday, 23 de May de 2019

JUSTIÇA


Meio Ambiente

MPE requer revisão das outorgas para captação de água da bacia do Rio Formoso

28 Feb 2019    23:56
MPE requer revisão das outorgas para captação de água da bacia do Rio Formoso

O Ministério Público Estadual (MPE) ajuizou, nesta terça-feira, 26, Ação Cautelar Ambiental em desfavor do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), na qual requer que o órgão estadual seja obrigado a revisar todas as outorgas para captação de água concedidas aos grandes produtores rurais da bacia do Rio Formoso.

Também é requerido pelo MPE que o Naturatins, como condição para a renovação das outorgas, verifique se existem e se estão em situação regular os Cadastros Ambientais Rurais (CARs) dos referidos empreendimentos agrícolas. Isso porque as licenças de captação de água devem estar diretamente vinculadas às licenças para as atividades desenvolvidas e à regularidade ambiental das áreas ambientalmente protegidas.

Caso o órgão ambiental estadual não proceda a revisão das outorgas e análise dos CARs, o Ministério Público poderá pedir à Justiça a suspensão de todas as licenças, permissões e autorizações para a captação de recursos hídricos de todas as bombas outorgadas pelo Naturatins e registradas no Instituto de Atenção às Cidades (IAC).

A Ação Cautelar Ambiental foi proposta pelo titular da Promotoria de Justiça Regional do Alto e Médio Araguaia, Francisco Brandes Júnior. Desde o ano de 2016 ele vem atuando em favor do uso sustentável da bacia do Rio Formoso, por meio de uma ação judicial que resultou em acordo entre o setor público e os produtores rurais.

Segundo os termos desse acordo, caberia ao Naturatins a obrigação de revisar a concessão das outorgas, mas o órgão não teria iniciado o serviço, descumprindo os prazos estabelecidos.

A ausência da revisão, inclusive, estaria sendo um obstáculo para o efetivo funcionamento do Sistema de Gestão de Alto Nível da bacia do Rio Formoso, que foi financiado e adotado pelos produtores rurais, pelos órgãos estatais e pela Universidade Federal do Tocantins (UFT) no âmbito da ação judicial proposta pelo MPE em 2016. (Flávio Herculano)

COMPARTILHE:


Confira também:


Setor Aéreo

Senado aprova MP com 100% de capital estrangeiro ao setor aéreo brasileiro

Primeira companhia internacional a se estabelecer no país, a Air Europa também foi autorizada nesta quarta-feira (22) a operar no Brasil

CPI do PreviPalmas

Max Fleury é ouvido na CPI do PreviPalmas

O ex-presidente do PreviPalmas estava no comando quando o instituto fez um investimento na ordem de R$ 30 milhões no Cais Mauá, como também, aplicou R$ 20 milhões no Fundo Tercon.


Fenelon Barbosa

Primeiro prefeito acredita que Palmas será uma das maiores e melhores cidades do Brasil

Ex-prefeito de Palmas conta a história da luta pela criação e construção da mais nova capital do país


Homenageados

Carlesse e vice-governador Wanderlei Barbosa são homenageados em sessão pelos 30 anos de Palmas

Ao todo 41 personalidades receberam a honraria, dentre elas, o ex-governador Siqueira Campos, fundador da Capital e todos os ex-prefeitos da cidade


Taguatinga

Polícia Civil prende suspeito de estupro de vulnerável no sudeste do Estado


Mandado de prisão

Condenado por roubo é preso pela Polícia Civil em Palmas


Palmas 30 anos

Em entrevista exclusiva, Siqueira Campos diz que Palmas integrou e fortaleceu a economia do Tocantins


Norte do TO

BRK Ambiental leva teatro sobre preservação para mais de 30 escolas do Bico do Papagaio


FORJEF

I Fórum Interinstitucional dos Juizados Especiais Federais do Tocantins termina com balanço positivo


Competição

Rally Jalapão/Sertões Series terá representantes baianos nos mais de 1200 quilômetros da 5ª edição



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira