Tuesday, 16 de July de 2019

JUSTIÇA


Eutropin

NUSA recomenda substituição de medicamentos fornecidos pelo Estado

16 Dec 2014

O NUSA – Núcleo de Defesa a Saúde da Defensoria Pública do Tocantins protocolou na manhã desta quinta-feira, 11, na SESAU – Secretaria Estadual de Saúde a Recomendação que pede a substituição do medicamento Eutropin do fármaco Somatropina fornecido para o tratamento de crianças e adolescentes com quadro clínico de deficiência de hormônio de crescimento.

O medicamento Eutropin, atualmente disponibilizado pela SESAU aos pacientes em tratamento, tem causado várias reações adversas, sendo comum os relatos de efeitos colaterais – dor de cabeça intensa, ardor no local da aplicação – e com isso a rejeição por quem é usuário. A Defensoria Pública ressalta que o direito à saúde compreende não apenas o fornecimento ou prestação do serviço, mas, sobretudo, a qualidade de vida do paciente. Nesse sentido, apesar do medicamento ser fornecido a menor preço, a justificativa orçamentária não pode se sobrepor a qualidade de vida daqueles que necessitam do tratamento, além disso, foi verificado um desperdício da medicação e do dinheiro público, pois as crianças e adolescente que usam o Eutropin 4UI só podem realizar uma aplicação, de forma imediata, a sobra das ampolas não pode ser reaproveitada e devem ser descartada.

As reclamações no uso do referido medicamento foram registradas também nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Norte, Goiás e Espírito Santo, nesse último, inclusive, já existe decisão judicial favorável para a substituição do medicamento levando em consideração a qualidade de vida dos pacientes.

Diante da situação apresentada, o pedido do NUSA é que o Secretário de Saúde realize a substituição do medicamento Eutropin por outro similar, de preferência, pelo Hormotrop, que vinha sendo utilizado sem reclamações de males, dores e ardores sentidos pelas crianças, a ser entregue aos pacientes que apresentarem laudo médico prescrevendo a necessidade da substituição, diante das reações adversas e prejudicialidade do tratamento devido a não adaptação ao Eutropin, observadas as exigências legais e técnicas, além do precedente judicial do Tribunal de Justiça do Espírito Santo e das informações fáticas colhidas diretamente de quem faz uso da referida medicação.

Em nota enviada ao jornal O GIRASSOL, a Aspen Pharma, farmacêutica detentora da marca Eutropin (Registro MS: 1.0556.0001) e responsável pela comercialização do mesmo, informa que não há qualquer problema com a substância Somatropina, utilizada no medicamento em questão.

O hormônio de crescimento Eutropin passou por análise rigorosa recentemente para verificação da possível relação do mesmo com episódios de dor, durante aplicação em pacientes de 8 a 14 anos, e nada foi constatado contra o medicamento. A Aspen Pharma, que atua no mercado farmacêutico brasileiro desde 2009, garante a segurança e confiabilidade do produto.

Sobre os episódios de dor, relatados por alguns pacientes, a empresa afirma que tal reação adversa é prevista em bula. Além disso, especialistas asseguram que é fundamental levar em consideração a idade do paciente em casos de queixas de dor durante aplicação de injeções e vacinas. Há pessoas mais suscetíveis a dor do que outras.

Outro fator que pode explicar o que torna as injeções doloridas, segundo especialistas, é que a pressão osmótica - força que o líquido aplica para atravessar as membranas do organismo -, da solução injetada é maior que a dos fluidos biológicos do organismo. Autoridades no assunto explicam que a pressão é maior porque todo medicamento precisa romper as barreiras de proteção do organismo, que são feitas geralmente por membranas, para alcançar a corrente sanguínea. Por isso, quanto maior o volume de medicamento, maior a pressão sobre os músculos para penetrar em tais membranas.

Embora haja explicações científicas que comprovem a eficácia e segurança do medicamento, a Aspen Pharma se coloca à disposição para auxiliar hospitais, enfermeiros e familiares na melhor administração do medicamento a fim de que qualquer desconforto seja amenizado.

COMPARTILHE:


Confira também:


Siqueira no Senado

Governador Wanderlei Barbosa prestigia posse de Siqueira Campos no Senado

Durante discurso, Wanderlei Barbosa ressaltou a importância história de Siqueira Campos, como líder fundamental na criação do Tocantins.

TJTO

Juíza determina que o Estado e o município de Palmeirópolis forneçam, em 10 dias, remédio contra hanseníase a paciente

O descumprimento da sentença acarretará em multa diária de R$ 1mil (individualizada em R$ 500,00 para cada uma das partes requeridas - Estado e o Município) e limitada a R$ 30mil


Formação

Unitins traz Viviane Mosé para evento de qualificação de professores

Professora há mais de 30 anos, a palestrante é reconhecida nacionalmente pela atuação na área educacional


Luto

Morre a Auditora Fiscal Elizabeth Leda, aos 73 anos

Irmã da também Audiora Fiscal, Ana Maria Leda Barros e tia do vereador Rogério Freitas, Dra Beth no início da implantação do Estado do Tocantins exerceu o cargo de Coordenadora de Recursos Humanos do Estado


Norte do TO

Polícia Civil prende mais um suspeito de participar de homicídio de adolescente em Araguaína


Cidades criativas

Quatro cidades do Brasil concorrem a títulos na Unesco


Grupo Record

Portal R7 ganha novas cores em ação dia e noite da Benegrip


Tocantins

Grupos de Ajuda Mútua dão apoio a dependentes químicos e familiares durante e após recuperação


Reforma

Damaso vota por regra de transição diferenciada para professores e policiais


Influencer

Gabriel Farhat comanda direção artística de novo projeto musical



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira