Sunday, 20 de October de 2019

JUSTIÇA


TJTO

"O Poder Judiciário é um só, e a responsabilidade é de todos", afirma presidente do TJ em Porto Nacional

28 May 2015

O projeto Caminhos da Justiça realizou sua 4ª edição na Comarca de Porto Nacional, nesta quinta-feira (28/5), reunindo magistrados e servidores. Na localidade o presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins, Ronaldo Eurípedes, reforçou que, "não há mais momento para a minha comarca, minha vara, meu processo, o Poder Judiciário é um só, e a responsabilidade é de todos". A afirmação faz luz aos desafios que precisam ser superados para que a Justiça possa continuar avançando.

Um levantamento com números que demonstram a realidade do Judiciário foi apresentado pela servidora da Coordenadoria de Gestão Estratégica e Estatística, Maria das Graças Castro. "Nós estamos engajados e capacitados para continuarmos avançando, mas precisamos melhorar a nossa alocação de recursos para entregar um serviço de excelência". A servidora ainda citou a implantação do trabalho remoto para um maior equilíbrio da força de trabalho.

Ronaldo Eurípedes convocou a todos, magistrados e servidores a se comprometerem cada vez mais com o Judiciário e com a sociedade. "Hoje é muito importante nos perguntarmos, o que a sociedade espera de nós. Pois ela espera que sejamos capazes de resolver os seus problemas", disse.

O presidente do TJ ainda ressaltou que a união de forças garantirá uma Justiça cada vez mais eficiente. "Nós estamos diminuindo as distâncias" Onde estiver um servidor do judiciário eu quero visitar para juntos fazermos a transformação que o judiciário precisa. Não temos mais espaço para comodidade. Juntos desembargador, juiz, servidor somos o Judiciário".

O diretor do Fórum de Porto Nacional,  juiz  Alessandro Hofmann Teixeira Mendes agradeceu a visita. "A Comarca fica feliz fica feliz em receber o Caminhos da Justiça. Porto conta com juízes e servidores de bom coração e comprometidos com o Judiciário".

Demandas Comarca
A juíza Hélvia Túlia também agradeceu a visita. "É muito importante a presença e abertura do Tribunal em vir às comarcas e com clareza repassar aos servidores a realidade do Poder Judiciário".

Quem também afirmou o empenho da comarca foi o juiz Allan Martins Ferreira. "Temos um ambiente propício para nos entregarmos e comprometermos com o Judiciário. Temos que nos adaptar às mudanças e contribuir".

A servidora Herika Honorato parabenizou a iniciativa do Caminhos da Justiça. "É a oportunidade de apresentarmos os nossos anseios e de nos aproximarmos do Tribunal". Em seus apontamentos a servidora sugeriu mudanças no horário de trabalho; questionou sobre o pagamento da URV dos servidores; e sobre a extinção cargo de oficial de justiça.

O Presidente apresentou o modelo de trabalho Home Office, que está sendo estudado pelo TJ e falou sobre a implantação da Central de Atendimento ao Jurisdicionado, que já está sendo implantada em Paraíso. Sobre a URV respondeu que o caso está no Supremo Tribunal Federal e que todos os processos serão remitidos ao Nurer (Núcleo de Repercussão Geral e Recursos Repetitivos) para verificar quem tem direito, mas até lá a matéria ta suspensa.  

Sobre a extinção do cargo de oficial de justiça o juiz auxiliar da presidência Roniclay Alves de Morais explicou que é impossível desenvolver a justiça sem o oficial e que, "um novo modelo vai criar funções comissionadas para exercer o trabalho do oficial. Mas quem está na função vai permanecer com seus direitos adquiridos".

Servidores ainda solicitaram novos equipamentos de informática para a melhoria do trabalho. O Tribunal já está aguardando licitação para esses materiais.

O encontro também contou com a participação do presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça e Avaliadores do Tocantins (Sojusto) e demais representantes sindicais. Roberto Faustino parabenizou a presidência do TJ pela iniciativa e agradeceu o empenho nas causas dos oficiais de justiça.

COMPARTILHE:


Confira também:


Criminalidade

Polícia Civil deflagra operação de combate à criminalidade no interior do Estado

No total foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em locais previamente mapeados pela Polícia Civil e que poderiam estar sendo utilizados para práticas criminosas.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira