Friday, 22 de February de 2019

JUSTIÇA


Secretaria de Governo

Polícia Civil cumpre mandado para conseguir folha de frequência de servidores no Tocantins

07 Dec 2018    13:39    alterado em 07/12 às 13:39
Polícia Civil cumpre mandado para conseguir folha de frequência de servidores no Tocantins

A Polícia Civil cumpriu na manhã desta sexta-feira, 7, um mandado de busca e apreensão na Secretaria Geral de Governo, no Palácio Araguaia. A ordem foi solicitada pelo delegado de Araguaína José de Anchieta Menezes Filho e atendida pelo juiz substituto da 1ª Vara Criminal daquela cidade, Kilber Correia Lopes, nessa quinta-feira, 6, com parecer favorável do Ministério Público Estadual.

O caso envolve uma investigação contra a servidora do Estado Alciany Melo, que é enfermeira do Hospital Regional de Araguaína (HRA), e que hoje estaria cursando medicina no Paraguai, mas recebendo normalmente seus salários.

Conforme a decisão, Alciany ingressou no serviço público estadual em 6 de setembro de 2011 ficou até 12 de julho de 2017 no HRA, quando foi cedida para Secretaria de Articulação Política.

De acordo com o relato do delegado ao juiz, a servidora não mais retornou a Araguaína, e está lotada atualmente na Superintendência de Administração e Finanças da Secretaria Geral de Governo, “que não possui nenhuma relação com a formação da investigada”, ressalta o documento.

A informação de que ela estaria cursando medicina numa universidade paraguaia chegou à PC por meio de denúncia anônima. Conforme a sentença, a Polícia constatou que a servidora está mesmo morando e estudando no Paraguai. “O que é facilmente perceptível por meio de fotografias postadas em redes sociais”, anotou o juiz.

Mesmo assim, conforme a decisão, Alciany recebeu seu salário normalmente em outubro de 2017 e nos meses seguintes, o que o delegado avalia como indício de se tratar de uma “funcionária fantasma”.

Por isso, foi requisitado à Superintendência de Administração e Finanças da Secretaria Geral de Governo a folha de frequência dos servidores lotados no órgão, em duas oportunidades, e nenhum pedido foi atendido.

Conforme o relato ao magistrado, no último pedido, a secretária da pasta disse que o documento foi encaminhado à Procuradoria Geral do Estado (PGE) “para apreciação e manifestação”. Uma fonte do governo disse ao CT que esse é o procedimento normal para esse tipo de requisição.

“Reduto de funcionários fantasmas”
No entanto, o delegado José de Anchieta Menezes Filho afirmou ao juiz que “a negativa em atender a algo tão simples apenas corrobora as suspeitas de que tal secretaria seja utilizada como reduto de funcionários fantasmas do Estado, como cabalmente demonstrado no caso da servidora investigada”. “Ao que tudo indica, funcionários do citado órgão estão tentando ganhar tempo, a fim de identificar quem são os alvos das investigações”, ponderou o delegado ao juiz.

Para o magistrado, “o perigo da demora na prestação jurisdicional reside no fato de destruição ou ocultação de documentos ou outras provas necessárias à elucidação dos fatos, exsurgindo a necessidade de imediata intervenção com o objeto de evitar o perecimento do direito”.

Por isso, deferiu o mandado de busca e apreensão na Secretaria Geral de Governo. - Cleber Toledo

COMPARTILHE:


Confira também:


Saúde

O que você precisa saber para se prevenir da dengue, zika e chikungunya

Os casos prováveis de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti dispararam no Tocantins. O monitoramento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), apontou, em 2019, um aumento de 1.657,7% (3.867) dos casos de dengue, zika e chikungunya em

Presidente

Léo Barbosa é eleito presidente do Bloco Brasileiro da União de Parlamentares Sul-Americanos

Ao final do evento foram homenageados o vice-governador Wanderlei Barbosa (PHS), o ex-presidente do bloco, Rodrigo Minotto (PDT) e o ex-prefeito de Chapecó, Milton Sander (póstuma), um dos fundadores da UPM.


Defesa do Comércio

Diogo Fernandes lidera Frente Parlamentar em defesa do comércio

A justificativa para criação da Frente reside no fato da população palmense ser dependente dos órgãos públicos, uma vez que a administração governamental é a maior empregadora do município.


Impasse

Defensor Público atende chacareiros envolvidos em conflito agrário que perdura quase 30 anos

Área tem decisão para reintegração de posse, mas moradores alegam que adquiriram as terras e não foram ouvidos pela Justiça


TO-040

Governo vai reconstruir TO-040 entre Dianópolis e divisa com Goiás


Saúde

Governo institui Câmara Setorial para agilizar compra de materiais e remédios na área da Saúde


AL Tocantins

Deputados aprovam projetos do Ministério Público, TJ e Defensoria Pública


Opções no Tocantins

Programe-se: 5 opções para curtir o carnaval no Tocantins


Atuação

Prof. Júnior Geo solicita medidas para a população em virtude da interdição da ponte de Porto Nacional


Palmas

Joseph Madeira toma posse na Acipa e assume compromisso com o fortalecimento da entidade



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira